“Planto flores no caminho para que não me faltem as

borboletas. Foram elas que me ensinaram que o casulo

não é o fim. É o começo."

Day Anne


20 de set de 2012

Vivendo e aprendendo...

Estou sempre aprendendo com minha filha...ela me faz olhar para onde está o que preciso ver, ou rever...vieram dela estas duas inspirações:




A vida ensina a gente


"A vida é um acontecimento que merece ser comemorado. Há cada dia, a cada instante, ela se renova generosa nos pequenos espaços. A vida é miúda, feita de pequenas partes. Viver é construir um mosaico, parte por parte, dia após dia. A beleza de um momento unida à tristeza de outras horas passa a ocupar o mesmo espaço no quadro. As cores se misturam e se arquitetam em busca da harmonia tão desejada.Há dias em que as cores são frias... a vida pede calma, silêncio, pausas...
Há dias em que as cores são quentes... a vida rompe com toda forma de calma...
Não suportaríamos permanecer em um só lado dessas possibilidades. O que nos torna felizes é justamente a dinâmica que nos envolve com suas eternas variações.A vida é semelhante à trama dos teares. Fios se entrelaçam para construirem juntos o mesmo tecido. A diferença das cores é que garante a beleza final do tecido...
Hoje eu não sei qual é a cor da sua vida. A minha é marinho. Não é alegre, nem triste. Espero pelo dia em que será vermelho. Espero que seja breve. O marinho, lado a lado com o vermelho torna-se capaz de expressar uma profundidade que sozinho ele não é capaz de demonstrar.
Ninguém pode saber o que é a felicidade, se ainda não tiver passado pela decepção. Só pode saborear bem a vitória aquele que já sentiu o amargo da derrota.
O avesso é repleto de ensinamentos, a vida também..."

Pe. Fábio de Melo

Contrários



6 comentários:

R. R. Barcellos disse...

Histórias de sabedoria... dê os meus parabéns a Thays. Foi no Face?

Beijos.

pensandoemfamilia disse...

Denise
Agradeço seu carinho e atenção. Fiquei feliz por encontrá-la entre aqueles que compartilharam da minha alegria aniversariante.

Bjs.
Bom final de semana

Milene Lima disse...

Acho que minha vida é psicodélica, muda de cor toda hora, alterna alegria, tristeza, outras tantas coisas... Mas no final, eu gosto do resultado do bordado.

Bem lindas reflexões, dona moça galêga.

Beijo!

Denise disse...

Foi, Rodolfo, ela é surpreendente...vi desabrochar a flor mais linda do meu jardim...um orgulho, e vc bem viu que tenho razão...né?...rs

bjos, querido!

Denise disse...

Oi Norma, vc tem tido o que construiu, o carinho e o respeito dos amigos, a alegria desse compartilhar.
Fico feliz por ser uma parte pequeninha desse universo fraterno!
Um beijo, ótimo domingo!

Denise disse...

A impermanência, Mi, sedimenta nossa história, e oferece infinitas chances de mudança, crescimento, aprendizado...a gente aprende a reconhecer, a aproveitar esses momentos...o bordado tem o avesso, que capricha no lado direito...né??

Bjos, moça querida da galêga!