“Planto flores no caminho para que não me faltem as

borboletas. Foram elas que me ensinaram que o casulo

não é o fim. É o começo."

Day Anne


1 de jul de 2012




Em meus sentidos moram muitos dias como o de hoje, que têm cheiro, sons, tocam fundo o coração, falam de uma imensa saudade e têm o gosto bom da eternidade...

8 comentários:

Dri Andrade disse...

Oi Denise, conheci vc no Twitter e vim até o blog, gostei muito, parabéns, se poder passe para conhecer o meu tbm.
www.drinfinitoparticular.com

grande beijo,

R. R. Barcellos disse...

Que não haja guarida em teu coração para dias sem aromas e sem sabores... e sem saudades.

Beijos.

MA FERREIRA disse...

Ola querida Borboleta!!

Que bom que a saudade existe...
Pois só temos saudades do que é bom...

Um beijo.....semana de paz a vc!!!

Denise disse...

Dri...te sigo no Infinito faz tempo...rsrrsrs....é bem verdade que não tenho tido tempo para as visitas regulares, mas fiquei feliz por te-la aqui e lá tb!

Bjocas

Denise disse...

Anjos ouvem Poetas, e dizem amém!

Amém!!!!

Beijos, querido!

Denise disse...

Ma, minha querida...tenho voado, pra lá....de volta...ao redor....e bem distante estou...sequei minhas asas, voando estou!!!


Beijos, lindos sonhos!!!

Toninhobira disse...

Saudades que se eternizam,são belas lembranças que nos emabalam.
Lindo amiga.

Denise disse...

Tenho saudade de tudo que já vivi de bom, de pessoas, de momentos eternos na minha lembrança...não dá pra fazer da vida rascunho...

Bjos!!