“Planto flores no caminho para que não me faltem as

borboletas. Foram elas que me ensinaram que o casulo

não é o fim. É o começo."

Day Anne


8 de fev de 2011

"Muitas vezes parecemos pássaros engaiolados. Temos asas que com um pouco de esforço poderiam voltar a exercer sua função primária - a de voar. A porta abre facilmente. Não falta vontade de sair e levantar vôo. Falta apenas força e coragem. O primeiro passo é deixar a vida de correrias, exigências e companhias que sugam nossa energia. O segundo passo é criar um espaço livre dentro de nós, para onde podemos ir a qualquer momento, seja qual fora circunstância. O terceiro passo é saborear o vôo."






"Espiritualidade não é uma crença, mas um sistema de valores, um modo de vida. É cuidar, elevar e manter a vida em seu espírito verdadeiro de celebração e alegria. Espiritualidade é ter ânimo, entusiasmo, criatividade, natureza empreendedora, paz e bem-estar. É ser livre para viver no presente, ser útil aos outros, amar a si e todos. Quando há muita vida na vida, somos espirituais.”

18 comentários:

Cida disse...

E pelo visto, você acabou de dar o terceiro passo...:)

Beijooooo

Cid@

Cristina disse...

Denise
Que texto profundo....estava precisando dessas palavras. Ânimo, coragem, enfim viver com mais equilíbrio em nosso interior. Obrigada pela reflexão! Um abraço!

manuel marques disse...

Então voe minha querida.

Beijos meus.

Denise disse...

Amigavó...estou em pleno trânsito...rsrs
Essa celebração é pela vida...afinal, "quando há muita vida na vida, somos espirituais”

Bjão pra vc tb!

Denise disse...

Cris, minha amiga valente e cheia de ternura...ânimo a gente a gente "fabrica", mas a coragem é DNA puro - e isso te sobra, até para enfrentar os momentos que parecem sem fim...
O equilíbrio não é resultado fácil de construir, menos ainda de manter...cobre-se menos, acaricie tua força e expanda o amor que tem nessa alma...conte com os amigos e receba a energia de um abraço bem gostoso, tá?

Denise disse...

Manuel, amigo amado, em meus sonhos o voo é pleno, e nos meus dias, mais longe eu chego...

Bjo pra vc, com muita energia de paz!

Bloguinho da Zizi disse...

Denise
Tua foto tá linda e perfeita para o texto.
Somos borboletas prontas para o vôo, mas ainda temerosas que nossas asas não abram o necessário para conquistarmos a liberdade.
A coragem é algo a ser alimentado diariamente, mas a ação é que nos conduz à liberdade.
Vamos alçar vôo. Vamos viver.
Beijinhos

Denise disse...

Denise, querida, muito obrigada pelas belas palavras q dedicaste pelo meu niver. Fiquei muito feliz. Adoro essa data e por isso quis compartilhar com os amigos. A vida é uma grande dádiva de Deus. bjs

Regina Rozenbaum disse...

Tá voando né irmiga??? Linda de viverrrrr!!!
Beijuuss n.c.

Denise disse...

Pois é Zizi...quando passos ficam estreitos, o negócio é voar...rsrs
A foto tem tudo a ver, mesmo. Escolhi pelo simbolo que tem a imagem.

Se a questão é medo, só nós podemos mudar isso...e alçar belos voos, não é minha amiga?
Uma ótima noite, bons sonhos!
Bjo

Denise disse...

É uma verdade Denise, e toda dádiva deve ser celebrada e agradecida, não é? ano que vem tem mais...rs
Bjo pra vc!

Denise disse...

Rê, amada minhaaaaa....viu só??? tô ensaiando o voo...rsssssssssss
Bjãozão!!

Cacá - José Cláudio disse...

Interessante, Denise: seu semblante me parece espiritualizado. Pelo menos transmite pra gente uma paz no olhar, no soriso, nas feições suaves. Sempre tive esta impressão de você agora confirmada pela sua própria vivência, expectativas e perspectivas. Muito bom! Abraços. Paz e bem.

Denise disse...

Cacá, meu amigo, minha resposta a vc daria uma crônica...rs...mas vamos lá.
Somos o sistema de crenças que criamos, e eu acredito que o processo evolutivo se dá desde o nascimento. Já vinculei o ser espiritualizado à religião, e sempre tive fé. Ocorre que, vivendo, a gente vai realmente aprendendo. Eu sou curiosa e observadora, e essas características empurram a gente em direção das respostas que desejamos ter - e elas chegam de uma maneira bem diferente do imaginado...e pessoas são atraídas para nosso convívio, oferecendo-nos meios novos para descobertas. Esse processo ocorre com ou sem nossa consciência dele, entretanto, o despertar acontece em algum momento, e foi o que me fez voltar o olhar em direções opostas, a dar atenção ao redor e observar, em silêncio. Isso propiciou ferramentas novas para aprendizados novos - situações e pessoas foram sendo atraídas, e descobri tb, as mudanças não cessam, uma vez iniciadas...
Posso então dizer a vc, que estou em processo, engatinhando, caindo e levantando, mas com a disposição de aproveitar o que o universo me oferece em termos de meios para seguir meu caminho. Pelo que observo enquanto pessoa e profissional, o início do processo das mudanças mais profundas, geralmente acontecem em momentos da vida de grandes conflitos (internos ou não)ou conseqüentes de vivências difíceis, doenças ou perdas significativas ao sujeito. Aí surge a urgência, a necessidade de mudanças, e, não raro, novo olhar diante da vida - pra mim foi assim.

Eu procuro extrair da vida hj, o que de melhor puder usufruir e compartilhar, mas sei que depende apenas de mim criar o que vou viver. Não depositar expectativas ou responsabilidade nos outros é o começo da grande mudança, assumindo a condução da vida. Entre muitos desejos, algumas conquistas e sonhos renovados, sigo meu caminho novo, olhando para trás e entendendo que tudo, absolutamente tudo que vivi, foi para meu bem de hj e amanhã - me permitiu a construção do que sou hj, e propicia que continue no caminho da evolução espiritual, bem que nunca se acaba ao compartilhar...mas que não tem fim pq esse é o propósito da vida, e podemos fazer novas escolhas o tempo todo, num eterno processo de construção...

Viu como dava uma crônica?...rsrs
Obrigada pelo teu sensível olhar sobre mim - me vendo melhor do que sou, mas me enxergando de fato.
Um enorme abraço e meu carinho!

Rejane-Enajer disse...

Lindas as palavras e muiito linda você na foto.
Um xero

Denise disse...

Rê(jane) queridonaaaaa, obrigada, xerão procê tb!!

JOE ANT disse...

Compartilhe esse vôo com todos nós!
Pelo menos com aqueles que querem voar com a leveza da sua espiritualidade.
...
Dizem os anglo-saxónicos:
"Birds of the same feather, flock together".
Que é como quem diz: "Cada qual com seu igual"
...
Texto profundo, para ser lido mais que uma vez. Vou fazer um link para, de vez em quando, voltar lá.
Para encetar novos vôos.

Denise disse...

Obrigada, Joe.
Compartilhado está!

Um bom dia pra vc!