“Planto flores no caminho para que não me faltem as

borboletas. Foram elas que me ensinaram que o casulo

não é o fim. É o começo."

Day Anne


12 de jun de 2010

Amor atrai amor!


O dia em que lágrimas de gratidão lavam o rosto adorado, ficam evidentes a beleza da vida e a presença do amor sem nenhuma condição. Amor atrai amor.

Quando a gente está no limiar do início da colheita das novas sementes que começou a semear na nossa história, não devemos permitir que as safras anteriores embaciem a luminosidade e glória deste momento.
Quando despertarmos pela manhã, devemos tentar nos identificar com esse novo momento de nossas vidas, mesmo que algumas coisas do passado ainda habitem os dias atuais.
Elas irão nos deixar...
Deixemo-las irem...foquemos nas coisas novas que estão nos abordando, pensando que talvez seja interessante repensar alguns hábitos que coexistiram com as coisas do passado. Os novos modelos, exigem novas visões, novos jeitos...novos hábitos. Deixemos nossa atenção se voltar para as novidades, o que está por vir. O passado não renderá mais nada!



6 comentários:

Regina Rozenbaum disse...

Denise, moça linda de viverrr, amada!
Que lindo... A "Lei da Atração" é, realmente, incontestável. Deixarmos o novo entrar, se instalar, florescer e frutificar requer paciência, aceitação e desapêgo. Vou fazendo essas lições todos os dias...
Beijuuss n.c.

www.toforatodentro.blogspot.com

Denise disse...

Bom dia, Regina!

O vídeo é maravilhoso, pq nos "acorda"...e o texto com que "introduzo" o assunto, que não é meu, mas fruto de uma conversa muito linda e importante, é uma espécie de homenagem, com amor.

O desapego parece perda, e se a gente pensar que as perdas propiciam as maiores e mais significativas mudanças, fica mais "fácil" aceitar o deixar ir , mesmo que o desconhecido pareça assustador e gere insegurança inicial. O desconforto é em razão da retirada da aparente sensação de porto seguro - tudo que já conheço é preferível ao inusitado, quando é no novo que as possibilidades aparecem e mudam a vida da gente.

Esse exercício não é fácil, requer um esforço continuo e uma vontade inabalável. A gente esquece que pode, que bom que anjos lembram a gente que podemos sim!!

Bom domingo, amada!
Bjin

Spa Vivere Essencial disse...

Denise, frequento o Brahma Kumaris... Acredito q todas as pessoas buscam a paz... e a mesma só é encontrada quando o ser sai da ignorância de quem ele realmente é e entra no universo da consciência plena... Viemos do Pai... A paz já vive em nós!Temos q fazer a diferença e plantar a nossa semente dando a contribuição p/ este mundo... Saiba q vc já plantou a sua... Só tenho q te agradecer e te dar parabéns pela pessoa q é! Muita Luz! Bjs... Renata Canal

Julio Cesar disse...

coooom certeza Denise....'oi eu aki t´rá veis'...rs...
Como destacou a Regina...'erça tar de 'Lei da atração'' é por demais astuta!rs...
Sabe...as vezes custa-nos a acreditar...os outros acham que enloquecemos...mas hoje afirmo sem o menor pudor:
hoje, não sou o mesmo de ontem!...nã mesmo! o que dizer em relação a 2009?
veja essa conhecida frase de Lispector:
"A felicidade aparece para aqueles que choram.
Para aqueles que se machucam.
Para aqueles que buscam e tentam sempre".
A cada movimento que nos inflige certa forma de dor, transmutamos (não somos nós mesmos originando a um outro eu?)e nesse momento certos 'pertences' já não nos cabe mais...algo como se eu saisse de short com supensório e botinhas ortopedicas, com bonezinho colorido e pirulito de bala duro em espirtal...ta rindo? e voce toda de vestidinho cor de rosa, rodado, com um aplique branco babado frontal, mangas bufantes, sapatinho "bailarina"(ou boneca), meia soquete branca, baby liss no cabelo, com um laço de fita de cada lado!... ah...um bichinho, ou um balãozinho junto...
não... não dá para transformar a vida em um baile a fantasias...e algumas das coisas que 'possuimos' podem tornar-se adereço para tal se não nos dermos conta a tempo.
Um beijão...
(acho que vou levar suco para viagem...)

Denise disse...

Olá, Renata!
Eu concordo com cada palavras sua, e acrescento que estou longe de estar na consciência plena, mas tento lembrar que o que realmente vai fazer diferença na minha vida e em mim mesma (talvez a ordem fosse inversa, primeiro em mim para mudar a vida) está profundamente ligado aos meus sentidos, minha percepção, e isto dita as mudanças reais, não o que dizem e pensam. A paz é realmente um "estado de espírito", conquistado e não recebido de fora. O externo contribui pq estamos sintonizados com o interior, somos a soma dessas interações. Gosto mais de mim atualmente, mas como diz vc muito bem, é uma semente a germinar, os frutos demoram um pouco mais...

Beijos, Luz e paz!

Denise disse...

Tanta coisa não serve mais, meu amigo, e insistimos em carregar o peso.
As mudanças, a única coisa sempre em movimento, é que nos salvam. Imagine só uma vó vestida como descreveu...rssssss
Falando sério...Côco Chanel foi perfeita - e eu "me adonei" da filosofia de vida dela...rs - quando disse "Eu já não sou o que era: devo ser o que me tornei."

Viva a mudança!!
Tim-tim! brindemos com suco, para não entorpecer a realidade!!