“Planto flores no caminho para que não me faltem as

borboletas. Foram elas que me ensinaram que o casulo

não é o fim. É o começo."

Day Anne


5 de mai de 2010

Novidade


"É fácil criar coisas novas, mudar de locais ou fazer coisas diferentes. Manter o senso de novidade que gere entusiasmo é mais difícil. O segredo da novidade na vida não é fazer coisas novas constantemente, mas ver tudo que você faz com novos olhos, novos "insigths" e nova perspectiva."

Enrique Simó

6 comentários:

Marliborges disse...

Mas é isso mesmo, Denise, são os nossos olhos que vêem as coisas!! bjsss

Denise disse...

De quais olhos estamos falando, Marli??...rsrs
Mas são sim, tudo que precisamos ver, vai ficando visível, certo?

Bjosss

Julio Cesar disse...

rs...pegadinha essa sua heim?(o post e o comentario acima.rs)...
humm...
direi por mim então, já que isso não posso negar, está explicito no blog Iris...e implícito no Vendo e Sentindo, não é?
Mas...quando 'começei' a perceber com outros olhos...passei também a ser visto com outros olhos...e sempre belos olhos. Não que os busque para engrandecer meu ego, mas eis que surgem pelo novo que ser tornou, que me tornei. Uma reconstrução (também falo disso no início de meu blog...creio que até em longos comentários nas primeiras postagens), e não um 'reformar' mas algo que sofreu sim transformação, dando origem a um outro...sem que o antigo se perdesse...(ta complicando...rs).
A nossa história é uma grande cristaleira em que estão postadas as transformações do homem. Nada veio de fora, mas foi transformado daqui...por que pessoas viram o que não era visto. Outro dia, sentado no coletivo...olhava para uma motocicleta ao lado enquanto deslocavamos na mesma velocidade...e pensava que aquilo que estava vendo era um conglomerado de minério e material organico e vegetal transformado pelo homem... 'coisa doida, não?'

Mas, para o que está na membranda que nos rodeia já nos basta para esse exercício...que chamo a atenção no Iris... para que se torne habito.

Jamais imaginara ter amigos pela web...e pelo blog, dada as 'não agradáveis' experiencias em Orkut´s e MSN´s... em que disvirtuam-se as intensôes...vulgarizam!
No blog...'aprendi' por haver encontrado, a exercitar sentimentos da alma, ja que não há o "material" para fazê-lo.
Assim...quando abraço...abraço...sinto saudades em igual teor, ou mais, aos que estão ao lado, até porque, muitas vezes 'estes' (voces) estão mais presentes que os 'realmente' presentes. É um trocadilho de palavras armado pela vida! ...em que podemos questionar e repensar o que é realmente 'real'.
Já fui longe...aqui...rs...
que sede....
suco? sim, obigado.
O 'incenso' que queimas aqui é de extrato do coração, não é? porque não apenas perfuma, mas algo que tens deslumbra!
Bjs...já volto (em outro post...rs)

Mari disse...

Oi Denise...
Estava com saudade e vim te visitar.
Daí encontro esta preciosidade de pensamento...que vai me fazer refletir um pouco mais...
Afinal sinto que a vida é exatamente assim...
Quase 20 dias sem fumar! rs
Um beijo grande

Denise disse...

Hum...pegadinha? acho que tomei tanto suco, que o Tico mergulhou e deixou o pobre Teco sem ter com quem "sinapsear"...rsrs

Transformação...inerente a todos, até aos mais resistentes, não é assim? Isso talvez possa incluir as razões que nos levam às mudanças - sejam as decepções, os erros cometidos, a frustração, os ideias, novas visões, outras perspectivas, novos sonhos, busca por acertos...tudo nos move, até o imponderável sofre mudanças à luz das evidências, pela busca do recriar, das infinitas possibilidades de "corrigir as rotas" e alterar os passos...conservando a original formatação do Ser. Um desafio!

As interações "virtuais"...abastecendo o copo...rs...esse tema tem ganho evidência na blogosfera...sobre quem somos, a quem mostramos quando nos expressamos, se o conteúdo/assunto nos representa, se blogs são máscaras, se palavras são artifícios...e uma infinidade de conjecturas. Como só podemos falar sobre nós mesmos – outras tentativas são pura especulação e julgamento - eu tenho o hábito de escrever desde muito jovem...uma forma de manifestar meus sonhos, meu jeito de pensar, os sentimentos, as buscas...então posso afirmar, independente de qualquer avaliação externa, que escrever é colocar-me nas palavras. E como acredito que é assim que acontece, acho que muito da essência das pessoas acaba atraindo-nos, pelas afinidades. E a rede de amigos passa a crescer proporcionalmente às andanças pelo mundo virtual. Já tive a alegria e o privilégio de conhecer, pessoalmente, pessoas que conheci aqui no blog. E foi a mesma energia maravilhosa que nos aproximou aqui, que envolveu-nos enquanto conversávamos, reunidos em um delicioso restaurante.

Boca seca...falei muito...pausa pro suquinho...rs

Em tempo: “O 'incenso' que queimas aqui é de extrato do coração, não é?”...adoreiiiii!!

Denise disse...

Mari, querida, que notícia boa!! superação, força de vontade, determinação e...conquista! Já provei isso e sei o quanto significa, minha amiga - então posso entender a satisfação impressa nas tuas palavras. Estou muito, muito feliz mesmo por vc!!

Que bom que minha escolha foi boa pra vc. Desejo que tenha levado o que era preciso - e precioso.

Beijos, e força!!