“Planto flores no caminho para que não me faltem as

borboletas. Foram elas que me ensinaram que o casulo

não é o fim. É o começo."

Day Anne


6 de mai de 2010



Martha Medeiros fala sobre escrever, mantendo atualizado o blog. Ela diz uma coisa genial - devo ter me identificado em algum grau, porque recortei do texto pra dividir com vocês, amigos que passam por aqui...

"...não tem chovido ideia nem para as crônicas. O mundo é repetitivo, e eu tenho sido também. Com essa overdose de informações, tudo já nasce com cara de notícia de ontem.
Não acontece com você, de vez em quando, de sentir uma nostalgia de uma época em que tudo era mais misterioso, incógnito, secreto, inatingível? Eu tenho sentido uma certa tontura com tanta gente falando ao mesmo tempo. E esse "tanta gente" me inclui. Eu não tenho tanto assim pra dizer. Eu não tenho opinião sobre tudo. Eu acho que andamos intoxicados por tantos "eus".

Na íntegra você pode ler aqui.

2 comentários:

Rejane-Enajer disse...

Puxa vida,mais fã fiquei dela - é muita humildade para quem tem tanto talento.
Bom final de semana linda amiga.

Denise disse...

Concordo contigo, Rê. Acompanho o trabalho dela faz tempo, e sou fã de carteirinha. Seus livros são ótimos. Ela é competente, articulada, talentosa. E humilde.

Bom fds pra vc tb, queridona!