“Planto flores no caminho para que não me faltem as

borboletas. Foram elas que me ensinaram que o casulo

não é o fim. É o começo."

Day Anne


25 de fev de 2010

Voar sobre o pântano

...
Havia se acostumado a estar ali, comia larvas da lama e estava sempre sujo. Suas asas estavam inutilizadas pelo peso da sujeira.
Certo dia um vendaval derrubou sua morada. A árvore apodrecida foi tragada pelo pântano e ele se deu conta de que ia morrer. Para salvar-se, começou a agitar suas asas com força, tentando voar. Era muito difícil pois havia esquecido como voar. Mas enfrentou a dor, conseguiu alçar vôo e cruzou o amplo céu...chegando finalmente, a um bosque fértil e formoso!
Os problemas são como um vendaval que destrói sua vida e o obrigam a ‘levantar vôo ou morrer’.
Nunca é tarde para ser feliz. Não importa o que se viveu, não importa os erros cometidos, não importa as oportunidades que se deixou passar, não importa a idade. Sempre é tempo de dizer basta, entender que é preciso melhorar, sacudir a lama e voar alto, para bem longe do pântano.
Abandone sua comodidade, enfrente seus medos e inseguranças e, só assim, começará a voar...
Deus o acompanhará e mostrará qual caminho tomar.
Eu tenho certeza, que você chegará até o bosque do seu merecimento.

Desconheço autoria

2 comentários:

*Teresa Cristina* disse...

Lindo post!
Sempre é tempo de mexer as asas.....o importante é tentar sempre e perseverar!
Bjss

Denise disse...

Pois é Teresa, não esquecer de lembrar...rs

E encarar os momentos difíceis como trampolins para sair da zona de conforto que engana tão bem a gente e saltar adiante, em busca do que ainda não tem.
Bjos