“Planto flores no caminho para que não me faltem as

borboletas. Foram elas que me ensinaram que o casulo

não é o fim. É o começo."

Day Anne


25 de fev de 2010

A criança livre que existe dentro da gente


Dentro de nós existe uma criança livre - de todos os conceitos e proibições incompreensíveis ao seu espírito espontâneo e solto. Ela se manifesta naquele nosso "ataque" de riso incontrolável, naquela vozinha infantil que brinca com os outros, nas caretas - a preferida é a língua de fora! - e na vontade inexplicável e quase irresistível de ficar de pés descalços ou sentar-se no chão da sala de visita dos outros. Ou ainda, aparece arteira na tentação de mexericar em algum objeto que encante e desperte a curiosidade, seja de quem e onde for! E o que dizer da cantoria a plenos pulmões em momentos de explosiva alegria?? Pois é essa criança interior que precisamos cultivar, alimentar sua alma pura que não tem vínculo com limitação nenhuma, para que permaneça trazendo brilho aos dias adultos, amargos, difíceis, tristonhos.
Sejamos capazes de cultivar-lhe o sorriso aberto, a energia inesgotável que impulsiona a vida, o coração ingênuo e sem mácula, pronto para amar, simplesmente. Que possamos convocar sua presença em todas as situações que precisem da amenidade, da brandura e da ternura infantil - e que consigamos nos encantar com sua alegria contagiante, distribuindo amor e semeando a paz!
Assim eu desejo. Que assim seja!

13 comentários:

A.S. disse...

Denise...

Devemos libertar mais vezes essa criança, sorrir e brincar com ela, correr sem cansaço atrás dos sonhos...


Um beijo
AL

Maria Tereza Venzke disse...

honatAdorei a tua criança interior...rs

um beijo nela .

manuel marques disse...

As crianças não têm passado, nem futuro, e coisa que nunca nos acontece, gozam o presente .

Beijos.

Jeanne disse...

pena que alguns parecem ter esquecido de tudo isto...
é preciso relembrar sempre estas atitudes saudáveis.
Beijos

Nádia Dantas disse...

Oi, Denise, agradeço por seguir meu blog e me dar assim a oportunidade de conhecer seu espaço.
Lindo texto, a nossa criança nos faz um bem...
Ótima noite e Bjs

RESILIÊNCIA disse...

Denise


Fiz uma escolha na vida...não estou envelhecendo, estou transformando-me em criança...só para não perder a pureza.

Belo Texto.Parabéns

Denise disse...

Concordo, A.S...todas as vezes em que ela assume seu lugar, colore nossas vidas. Que bobos somos por escondê-la - muitas vezes, até da gente mesmo!!

Prazer em ter vc aqui.
Beijo

Denise disse...

Ah, Tere...se não a seguro, ela decola...rsrsrs (vou levá-la fazer arte no teu jardim!!!)

Bjo dado!

Denise disse...

É esse seu encanto, não é amigo? Sua eternidade no agora de nossas vidas!

Beijos

Denise disse...

Obrigada, Ari!
Então vc encontrou a magia de viver, resgatando a energia pura que habita nosso ser! Brilhante escolha, meu amigo!

Beijo

Denise disse...

É Jeanne, a vida "engole" a gente, e leva junto a parcela que contém o antídoto do viver e envelhecer com alegria. O bom de tudo é que podemos retomar de qualquer ponto, se asim o quisermos, reescrever nossa história!

Beijos

Denise disse...

Que bom recebê-la, Nádia! Vc e sua criança interior são muito bem-vindas! Aqui é um espaço que procura acolher amigos, e compartilhar boas energias.

Beijos e volte sempre!

Eliana - Aguia solitária do oeste disse...

Soltar a criança livre presa tantas vezes, reprimida e repreendida é um dos exercicios mais gostosos que podemos fazer. Seja ridiculo de vez em quando, ria de vc, faça os outros rirem. Obrigado Denise por me lembrar disso. Bjs Eliana