“Planto flores no caminho para que não me faltem as

borboletas. Foram elas que me ensinaram que o casulo

não é o fim. É o começo."

Day Anne


24 de dez de 2008

Dia 24 de um dezembro...



O Natal é vermelho como a força que o representa...o coração, onde moram os melhores sentimentos e palpita o amor que o alimenta.
Metaforicamente se pode expressar o sentir de tantas formas que não existe regra para seguir. Escolhi o sabor doce, de cor forte e muito apreciado, apesar de feminino. Talvez por isso encante os olhos e adoce a boca...

Este dia 24, o Natal que se repete e não é igual, marca uma trajetória que me obriga a reverenciar neste lembrete que meu coração, palpitante, vermelho e cheio de amor quer usar símbolo e sabor para registrar.

Parabéns Menino Jesus, por teus anos de salvação no coração dos homens! Dá-me licença para uma única velinha soprar??

Nenhum comentário: