“Planto flores no caminho para que não me faltem as

borboletas. Foram elas que me ensinaram que o casulo

não é o fim. É o começo."

Day Anne


26 de mar de 2012

A dor se foi...






Elas e uma canção...porque nada mais é necessário...





* Já, já eu volto responder meus queridos!

14 comentários:

Silvana Alves disse...

hum.. que as borboletas no estômago voltem a lhe trazer alegrias, amor, afeto..

Julio Cesar disse...

Oiiiii... saudaaaadeeesss...
ah...e vou falar de novo para dar conta de tanto:
saudaaaaadeeeeeeeeessssss !!!

Que belo 'raio x'...
Felicidade também é te-lo sempre assim. (com as borboletinhas...)

Na jovialidade de meus quase 50... minha barriga ainda é de 'um adolescente'. E creio que jamais o deixará de ser.

Nem quero. Nem tenho a pretenção de crescer! Não, não creio nas ilusões que ha algum tempo foram lufadas para o longe. Elas, as ilusões, cumpriram seu papel.

Mas... não tê-las não significa ser 'maduro'!

Que elas, as borboletas, ainda batam muito suas asas em meu intimo. E vão bater. E sabe o que acontece também nessas horas? sinto a vida como o meio onde elas flutuam.
Viver é isso. Se emocionar, dar chance para o sentir, mesmo que hoje ele não seja bom.
(semana passada, assistindo ao reencontro do personagem Carlos, na novela global das 6, com a mãe, separados por mais de 30 anos, fez-me rolar aquelas gotinhas preciosas que vertem da minha janela para o mundo. Concomitante me enchi de felicidade por crer no ser humano e em suas coisas puras, primeiras, mediadas e dirigidas pela força imensa do Amor, força essa a unica capaz de manter a nossa especie.
E é com essa força que fecho esse comentário. Com as 4 letras dela em maiusculo, pois tu a merece. E muito.
beijão
Julio
ps:hoje, quero minha parte de suco em abraço.

R. R. Barcellos disse...

O casulo foi rompido. Vamos celebrar!
Beijos, poesia!

Malu disse...

Muitas vezes a música fala bem mais do que qualquer palavra.
Saudades daqui, minha amiga!!!!
Quanto tempo, mas falta-me um tiquinho de tempo. Bem que gosto de passear pelas páginas dos amigos, mas tenho estado em falta.
Grande abraço

Regina Rozenbaum disse...

Se foi embora... era a hora! Essa música...hum trouxe memórias vivas.
Beijuuss, lindona minha, n.a.

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

Quando a dor
se vai,
a alegria
pode retornar,
com as suas
mais intensas
cores.

Que haja sempre perfume
de sonhos em tua vida.

Sissym disse...

Uau.... a frase e a imagem como se combinam! Fico feliz pq sua dor se foi. E se precisar de alguem para lhe ouvir, para conversar com vc, nao nos conhecemos ainda, mas pode contar. Eu sou uma fenix, mas que os amigos me chamam de Fada/Fadinha. Que sua dor não volte e se voltar, me procure.

BEIJOS

Denise disse...

Silvana, elas só bateram asas com menor vigor, mas nunca se foram...rsrs

Mas é fato, minha amiga, tudo que permanece, não se acaba nunca.
Seja bem-vinda a alegria de viver, pra todos nós, na maioria dos nossos dias - pp "pra sempre" ou em todos os dias da vida, fica distante da realidade humana que vivemos.

Um beijo!

Denise disse...

Julio, amigo querido, saudade imeeeeensa de vc tambééééémmmmmm!!!!!

Pois é, a vida flui, o amor sempre está no ar - e como a gente o inspira...trás pra dentro as borboletinhas....rsrsrrs

Para o amor não existe idade, ele se manifesta igualzinho esse raio X pra todo mundo...e de novo lembrei de um trabalho de pesquisa da época da faculdade, que quis saber se havia diferença de percepção sobre amor e paixão, par homens e mulheres, e se havia diferença no sentir, em faixas etárias diferentes. Surpresa ads surpresas, homens e mulheres distinguem um do outro, a maioria acha que a paixão antecede o amor e....pra adolescentes ou maduros, amor é igual, na forma de sentir, de viver e demonstrar - independente da idade.

VIVA O AMOR, Julinho...da tua janela para o mundo (que bonito isso!) vertem as mais bonitas emoções, e isto te torna mais sensível e apaixonante, que o diga a Mônica...rsrs

Um super-mega abraço, recheado de carinho e afeto!

Denise disse...

Foi, Rodolfo....e eu posso dizer que a dor final pariu um tempo novo, feliz, sereno.
Amém!!!

Celebremos!
Bjos meus!

Denise disse...

Oi Malu, eu tb sinto saudade e fico triste por não ter tempo pra estar com todos que eu gostaria - mas fico feliz da vida em receber cada um aqui, sempre!

A música é a fluência dos fatos, da vida da gente...eu acredito nisso, e essa diz tudo né, amiga?

Bos, um ótimo e feliz fds!

Denise disse...

Era sim, irmiga...tudo se resolve quando a gente entrega, crê, deixa fluir...era hora...é hora de agradecer e de viver tudo de bom que existe!

Bjãozão, amada minha!

Denise disse...

Oi Aluisio,

quase sempre elas convivem, embora uma se sobreponha, temporariamente...que bom que existe essa fluidez, né?

Um grande abraço, e um ótimo fds pra ti!

** Eu adoro teu cantinho, cheio de poesia e amor.

Denise disse...

Olha só, fada Sissym, que bacana, uma boa ouvinte...isso é raro...rs...mas confesso que espero não precisar te falar de nada que não seja alegria, felicidade!!

Obrigada pela disponibilidade e pela chegada ao Tecendo. Sinta-se acolhida com alegria aqui no meu canto.

Um ótimo fds, bjo.