“Planto flores no caminho para que não me faltem as

borboletas. Foram elas que me ensinaram que o casulo

não é o fim. É o começo."

Day Anne


9 de nov de 2010

Entrega...



Você já sentiu urgência em escrever sobre um tema, mas não encontrou as palavras?
Padeço desta falta hoje, não sei onde buscar as expressões que me ajudem a expulsar os pensamentos para este espaço que me olha, provocador - e em branco.
Como isto não é comum, a atenção entrou em alerta, e, depois de pensar sobre essa hipnótica ausência das letras, a luz da tela pulou pra dentro e serviu de guia para o entendimento: o que tinha para contar não apareceu no plano das ideias, pela razão simples de que não eram pensamentos que precisava ordenar - o que queria liberdade para se esparramar na caixa de texto eram os sentimentos, e eles e eu já aprendemos que as palavras são pobres diante de si. Por isso inventaram o abraço, existe o silêncio de um olhar, gestos sutis e passos cadenciados para nos levar ao encontro das profundas emoções que se inquietam quando algo as provoca - inclusive, pensamentos!
Desisto, por este instante, da tentativa de encontrar o que possa representar as sensações que percorrem a pele, se expandem à ponta dos dedos - se avolumam no peito e se atiram num eco reverberante que corre lá adiante, bem, bem distante. Fecho os olhos para essa viagem em solitude, passeio que não segue topografia alguma, apenas desliza e flutua.
Este mundo não usa palavras. Só preciso sentir!

38 comentários:

Bloguinho da Zizi disse...

A ausência das palavras gerou um texto cheio de emoção.
Senti.

Beijinhos

Luma Rosa disse...

Quando os pensamentos se avolumam e em turbilhão giram em nossa cabeça, a necessidade de coordená-los nem sempre está no papel - apesar de achar a escrita um bom exercício para coordenar as ideias - mas não quando elas estão desconexas! Quando isto acontece procuro não "forçar" muito a mente e muitas vezes encontro escape na música.
Os gestos falam por nós, se também não existem travas para eles, né?
Denise, fiz um banner para os participantes e simpatizantes do "BookCrossing Blogueiro", linkado para o post inaugural da Isa. Fique à vontade para usá-lo ou não.
Boa semana! Beijus,

Valter Montani disse...

A linguagem dos olhos se sobrepõe a ausência das palavras, e seus olhos dizem muito para aqueles que querem ouvir.


temos nova postagem:
Poderão existir mais tesouros pelos caminhos do mundo
mas, nunca compensarão iniciar uma outra aventura
com olhar de eternos amantes miraremos um ao outro
então, sorriremos, daremos as mãos e iremos adiante.(leia inteira lá no blog) saudações poéticas!

Valter Montani

Teresa Cristina disse...

Oi Denise, então apenas sinta...muito obrigada por ter aceitado o carinho do selinho e estar acompanhado o acolher com amor. Beijoss e abraços

Regina Rozenbaum disse...

Sinta minha amada...envolva-se com cada sentimento e cubra-se com essa falta através da ENERGIA DIVINA... desse SENTIR EM TI! Palavras? Para quê? Carece nauuuummmm...
Beijuuss ILUMINADOS n.c.

www.toforatodentro.blogspot.com

Eu, Damaris, para mim... disse...

Já me senti exatamente assim. Com um arco-iris de sentimentos aqui dentro, sem comseguir tranferir ao espaço em branco a minha frente.
É gostoso. São sentimentos. Eu gosto deles,sabe? são o colorido da vida. Cores escuras, clarinhas, fortes, fracas,vibrantes, assim como o que sentimos...

manuel marques disse...

O amor que se liberta é o mesmo que se entrega...

Obrigado.

Beijinho.

Sandra disse...

PARABÉNS PELO LINDO TEXTO.
Parabéns por ser a minha seguidora de nº 500. estou muito feliz em conquistar mais uma amiga.

Carinhosamente agradeço o seu carinho
Sandra

Cacá disse...

"Lutar com palavras é a luta mais vã. Entanto lutamos mal rompe a manhã. São muitas, eu pouco. Algumas, tão fortes como o javali. Não me julgo louco. Se o fosse, teria poder de encantá-las. Mas lúcido e frio, apareço e tento apanhar algumas para meu sustento num dia de vida. Deixam-se enlaçar, tontas à carícia e súbito fogem e não há ameaça e nem há sevícia que as traga de novo ao centro da praça." (Este é o Drummond num dia de falta de palavras).

Você acabou transformando a sua "falta de inspiração" numa prosa tão bela quanto a que ele fez. Abração, Denise. Paz e bem.

Jeanne disse...

crianças brincando e pôr de sol me deixam assim também,rsrs
Mas é legal esta sensação, é muito boa.
Beijos

Sandra disse...

VOU TE ESPERAR PARA COMEMORAR COMIGO. tEM UM SELINHO PARA TI NA CURIOSA BEM ESPECIAL:VOCÊ!

PASSEI POR AQUI ONTEM.
CARINHOSAMENTE,
SANDRA

Marilu disse...

Querida amiga, muitas vezes faltam-nos palavras para expressarmos aquilo que sentimos. Beijocas

Cantinho She disse...

Deeeeeeee! Menina isso tudo foi inspiração a mil por hora na realidade, às vezes a falta é a presença, e ela se cumpriu lindamente nessas suas perfeitas palavras. Eu amei!
Beijo, beijo minha querida! ;)
She

Tais Luso disse...

Denise, pois acho que você postou algo que está mexendo comigo há muito tempo: o que achar para escrever!

Fico pensando nos jornalistas que têm uma coluna diária e que têm de estar ali presente, com uma idéia sempre genial. O leitor é exigente, todo o dia quer algo muito bem escrito e algo muito criativo. E fico pensando... Como? Cadê uma cabeça que pode se dar ao luxo de cumprir esta missão?

A escrita é prazerosa quando não tem prazo, quando não é encomendada, quando nós comandamos a situação.

Lembro que recebi uma vez uma encomenda para uma crônica de Natal; seria para sair numa revista. Sentei defronte a tela branca e ali fiquei... Nada vinha, tudo o que eu tinha a dizer sobre o Natal já havia dito em outros anos. E escrevi a verdade, que nada mais tinha a dizer senão repetir o papo do mesmo peru, das mesmas comilanças, dos presentes, do amor... E até que foi a crônica que mais gostei, foi a mais verdadeira.

Portanto, amiga, achei linda esta sua postagem, justamente porque nela há a verdade de que nem sempre estamos com idéias fresquinhas para um texto.

Beijo grande, amiga!
Tais luso

Cristina disse...

Denise
Há alguns sentimentos que se perdem quando queremos colocá-lo em palavras. Portanto, apenas sinta, silencie, medite. Um bom feriado para você cheio de paz e luz! Bjsssssssssss

Myriam disse...

Muitas vezes não temos o que postar, mas sentir, olhar e se deixar levar nessa onda emocional pura e a inspiração vem, como veio a tua e podemos nos ver nas tuas palavras!

Regina Rozenbaum disse...

Aqui...PRESTENÇÃO: já entregou que chegue!!! Hoje é dia 16/11 e tô com sôdades, viu vó?
Beijuuss amigamada n.c.

www.toforatodentro.blogspot.com

Denise disse...

Oi, Zizi, às vezes a gente esquece que corações sensíveis captam nossas emoções...fico feliz por ter chego até vc, aqueles meus sentimentos tão bonitos, em forma de energia, emoção...
Um beijo, com imenso carinho!

Denise disse...

Oi, Luma, concordo com vc, pensamentos desarranjados são difíceis de organizarmos, imagine então pretender falar de sentimentos...não consegui encontrar palavras que os traduzissem, nem de longe, por isso soltei a emoção, apenas...
O banner já está linkado, a ideia é maravilhosa e não pode morrer!!
Gostei da iniciativa e da visita.
Um abraço!

Denise disse...

Olá, Valter, muitíssimo obrigada pelo elogioso comentário.
Um abraço e boa semana curtinha!

Denise disse...

Olá, Teresa Cristina, nada a agradecer, se gosto, claro que sigo - tem muitas boas surpresas neste mundo dos bloggers, e nestas, incluo vc!
Um beijo!

Denise disse...

Rê, amiga querida, tua presença aqui deixa minha "casa" muito mais iluminada, alegre e impregnada de teu carisma e afeto.
Estou nesse momento de sentir...taummm baummm....rsrsrs
Bjos, queridona!!

Denise disse...

Oi Damaris, que linda imagem vc pintou para reproduzir esses teus momentos - pude imaginar a invasão de cores dando os tons aos sentimentos...muito bonita tua analogia.
Um bjo pra vc!

Denise disse...

De acordo, Manuel. E dar é o mesmo que receber...
Um beijo, amigo querido!

Denise disse...

Oi Sandra.
Obrigada pela visita, mesmo não me dando conta, 500 seguidores é uma bela conquista, parabéns pra vc!!
Abraço forte!

Denise disse...

Nossa Cacá, que lindo o que disse, e que bonita a falta de inspiração de Drummond com que vc nos brinda...muito obrigada!!
Um abraço amigo, meu novo amigo!

Denise disse...

A mim tb, Jeanne...estou imersa nesses sentimentos que criança desperta na gente...e como é bom!!!
Um bjo, querida!

Denise disse...

Nossa Sandra, que presente mais carinhoso e simpático, adorei e vou trazer pro Tecendo - tem um lugar reservado para os carinhos que recebo...MUITO OBRIGADA, de novo.
Estava viajando, por isso só hj pude ver teu carinhoso gesto - parabéns pelo blog e pela conquista!!
Um beijo.

Denise disse...

Oi, Marilu, e como nos faltam, e que falta parecem fazer, entretanto, falamos de tantas maneiras diferentes - uma vez que é impossível não nos comunicarmos...
Boa semana curtinha, querida!
Um bjo

Denise disse...

Sheeee, quem amou fui eu!!!!...tua presença deixou uma marca de carinho e amizade muito linda, obrigada, viu??? Amei!!
Bjãozão procê, querida!

Denise disse...

Olá, Tais, adorei teu comentário - e presença.
Já estive em situação semelhante, que tortura "encomenda de emoções", não dá!! Muitas vezes minhas escolhas de temas pra postar são mais pra mim do que pra quem venha até aqui...mas, por força de alguma "força estranha", sempre acaba sendo util pra outras pessoas, por isso sigo a intuição, mas nem sempre ela me socorre...

Que bom que minha falta te trouxe, é sempre bom demais tê-la aqui.
Um beijo com carinho!

Denise disse...

Olá, Cristina, segui à risca!...rs
Espero que tb o seu feriado tenha sido bom - o meu estava ótimo!!
Um abraço apertado, recheado das melhores energias pra vc - tenha ótimos dias, querida!

Denise disse...

Oi Myriam, muitas vezes acontece de transmitirmos o que tantos sentem, e nem sempre, percebem. Que bom que servi de espelho para vc...entrar em contato com nossas emoções é bom, particularmente, as boas.
Quanto aos temas para postar, seguir a onda emocional, como vc diz, pra mim é a forma mais bonita de escolher.
Uma ótima semana pra vc!

Denise disse...

Ai Rê, só ocê messssss...rs
Hoje é dia 16, e voltei correndo ao ouvir teu chamado...voltei no embalo das alegrias compartilhadas, e, chegando aqui, só fez aumentar minha enorme gratidão por ter no caminho pessoas tão, mas tão especiais, como as que estão sempre por aqui.

O que me impediu de "aparecer" antes, além da entrega aos momentos que fui viver, foi a conexão leeeeennnnnta que não colaborava...desisti e guardei a saudade...que tá grandona como a tua, mas isso careço displicar naummmm, né amada??
Um bjãozão!!!

Zezinha Sousa disse...

Amiga, amei ler esse texto, me identifiquei com ele. Vc é linda e escreve lindo.

Tem um selinho natalino pra vc em meu blog, a regra é simples: é só deixar um recadimho. Bjos, querida!!

Denise disse...

Ah, Zezinha, que delícia encerrar o dia de trabalho com este carinho, obrigada, duplamente, pelas palavras tão queridas junto de um mimo pra mim...tô indo buscar...rs
Bjos, querida!!!

JOE ANT disse...

Um dia...
Vou ser ladrão, muito pior que o "ladrão de Bagdad", e....
roubo muitos dos textos lindos que
se encontram neste blogue.
...
Tudo...
Porque, também muitas vezes, me falatam ideias.

Denise disse...

Oi Joe!
Vc não precisa "roubar", eu compartilho o que encontro e o que escrevo. Vc pode perceber em todos os posts, a autoria da publicação - como acontece na rede toda, encontramos maravilhas que levamos conosco...
Um abraço, venha sempre que quiser!