“Planto flores no caminho para que não me faltem as

borboletas. Foram elas que me ensinaram que o casulo

não é o fim. É o começo."

Day Anne


14 de jun de 2010


"Vivemos sob a impressão de que para algo ser divino tem de ser perfeito. Estamos errados, na verdade, o correto é o oposto. Ser divino é ser inteiro, e ser inteiro é ser tudo: o positivo e o negativo, o bom e o mau, o santo e o diabo. Quando determinamos um tempo para descobrir nossa sombra e seus talentos, compreenderemos o que Jung queria dizer com: “O ouro está na escuridão”. Cada um de nós precisa achar esse ouro para juntar ao seu eu sagrado."

Debbie Ford
in
"O lado sombrio dos buscadores da luz"

6 comentários:

Ana Lúcia Porto disse...

Oi Denise,

Muitas vezes, ficamos absortos, envolvidos com os nossos hábitos e costumes, de maneira tão automática, com as nossas atividades mecânicas, que não enxergamos, não damos espaço para executá-los juntamente com os nossos aprimoramentos. Geralmente, precisamos de férias, para que estes nos sejam revelados...

Beijos e boa semana,

Denise disse...

O contato com essa consciência se dá quando voltamos a atenção para dentro, né Ana Lúcia. E é fato que a rotina impiedosa absorve nossa atenção, o bom é que quando lembramos, podemos ajustar um pouquinho e exercitar mais - procurar as sombras para então enxergar é o paradoxo mais bonito que já ouvi. Custoso, mas bonito.

Beijos minha amiga, ótimos dias pra vc tb!!

Zezinha Sousa disse...

Olá, Denise, é sempre um prazer enooooorme, ler um comentário seu.Só se iguala ao prazer de ler suas postagens, seu espaço é um encanto.Bjos!!!

Denise disse...

Zezinha, fico contente por saber que minhas escolhas agradam quem curte passar por aqui. Compartilho o que me encanta, mexe comigo e tem uma mensagem que intuo possa ser útil para mais alguém. Receber vc aqui é um prazer que me alegra muito.

Bjo amigo e abraço caloroso!

Julio Cesar disse...

Oi Denise...'is true'.
Cada vez mais essa bandeira do 'ser inteiro' se amplia para mim...demais mesmo.
(um gole no suco...)
...ãã..essa estória de ter o positivo e negativo...então por isso as vezes entro em curto circuíto!rs... 'Caiu o sistema', escuto minha 'voz interior' 'dizer no altofalante do meu cerebro'!rs...(Caiu "O SIS-TEE...maa"..ve lá...rs...)
hummmm...ainda que meu lado bom é 'saradão' e inibe o lado mau de ficar 'zanzando' por aí...dizendo o que bem enteeende...
agora...já o santo e o diabo...vixi!...tenho meus motivos para orar a noite.(como? um futuro psico que ora?...segundo um artigo cientifico, a primeira coisa...ãã..não, melhor não dizer).
(suuucoo...)
ah, sim...o meu ´ouro´ tem refletido, resplandecido, nos feixes de luz do amanhecer invernal.
(outro gole para uma remissão!rs...)
De fato, encontrar o tesouro dentro de si mesmo, simbolizado pelo ouro, 'metal maior'.
Biblicamente:'seu coração estara onde estiver o seu tesouro';'...o homem encontra um tesouro enterrado...'.
É preciso cavar...um tesouro não acha-se esposto. Buscar a conjunção dos valores, dos que foram constituídos em nosso ser (e assim nos constitui), com os socialmente atribuídos, do 'público' com o 'privado'.
Quanto mais esse axioma se funde, mais se firma nossa personalidade...ficamos mais centrados e menos vulnerável, menos fragilizado.
(suco...para deixar-te um beijo com sabor de fruta)
boa tarde.

Denise disse...

Boas considerações, Julio...um mix linkando tantas boas ideias (sem acento!), sob outro olhar, a gente vê diferente...o tesouro não fica mesmo exposto...o público e o privado...quero sucooooooo...rsrsrrs

Vou pensar melhor sobre tudo isso...obrigada pelos toques.
Bjos