“Planto flores no caminho para que não me faltem as

borboletas. Foram elas que me ensinaram que o casulo

não é o fim. É o começo."

Day Anne


6 de jun de 2010

Um abraço



Sentir o nosso coração ao mesmo tempo que o de alguém a quem damos um abraço faz-nos de tal maneira bem à saúde, traz-nos uma tal paz, que até existe uma forma de tratamento chamada Terapia do Abraço.
Um bom abraço ajuda-nos a sentir as muitas dimensões do amor: a facilidade para receber e dar, a sensibilidade para o sofrimento, a disponibilidade para a alegria de se divertir e a profundidade da ternura.
Abraçar alguém é como dizer-lhe: "Olha, aqui estou para o que quiseres, de coração aberto para ti". O que implica aceitar ser rejeitado. Mal interpretado. Correr esse risco.
No entanto, só se a atitude interior, o pano de fundo a partir do qual nos relacionamos com os outros, for de lhes estender os braços e de os tocar, poderemos descobrir o valor da partilha.
Não são só as pessoas solitárias, infelizes, inseguras, que precisam ser abraçadas. Abraçar bem dá-nos saúde. Mas não se trata de abraços sociais, de conveniência, em que duas pessoas se tocam apenas por fora – portanto não se tocam - nem de abraços de dois amantes apaixonados que um ao outro se agarram.
São abraços que acontecem porque saem cá de dentro sem que os travemos. Como expressão de um amor incondicional que nos habita – e de que não temos medo, porque o olhamos como algo que verdadeiramente nos liberta.
A intimidade que um abraço sincero oferece é a da compreensão. Da atenção. Da solidariedade. Da amizade que existe para lá da exaltação dos sentidos, apenas por ter a consistência daquilo que brota do fundo de nós mesmos e que se mantém quer faça sol quer chova.
Abraços são uma espécie de foguetes capazes de fazer despertar moribundos ou fazer levantar da cama preguiçosos. Explosões de vida. Há quem goste de os dar para reafirmar um vínculo de amizade ou qualquer outro sentimento. E são uma das melhores festas gratuitas a que toda a gente tem acesso. São abraços do fundo do coração, frequentes entre duas pessoas que, por nada pedirem uma à outra, de cada vez que se encontram recebem sempre muito – e apenas por isso são levadas a celebrá-lo.
Quando um coração se abre para outro coração, há quase sempre uma qualquer maravilha que pode acontecer. Ou, quanto mais não seja, uma sensação de paz possível, neste mundo cheio de guerras em que vivemos.

Adaptado do texto "Venha daí um bom abraço!",
Mais e Melhor, Maria José Costa Félix

22 comentários:

Françoise disse...

Que lindo Denise, um abraço bem dado, de coração e alma, amolece e desbanca qualquer um , mesmo aqueles sem compaixão e sem amor pelo próximo.
Outro dia estavamos descendo de uma viagem de navio e no porto estava uma família chegando. Quem os aguardava correu para abraça-los. Eu que estava de longe senti o abraço chegar em mim, meus olhos marejaram por ver a cena. É forte, tem valor quando bem dado e recebido....
Beijos e boa semana!

Denise disse...

Muitas vezes os abraços já me encheram de emoção, Françoise, alguns me levaram às lágrimas - de tristeza e quase sempre de alegria!
Sou defensora de seu valor imensurável...quando bem dado, pode mesmo desmanchar até os mais inflexíveis e severos corações...sinta-se abraçada, carinhosamente, tá??...como faz meu amigo Julio Cesar...mmmmmmmmmm...abraço sonoro...rsrs

Nádia Dantas disse...

Lindo texto, Denise! O abraço é o aconchego do coração. A alma se sente em paz.
Abraços e ótima semana!

Denise disse...

Oi, Nádia. Que bom ver tua carinha estampada aqui, trazendo boas energias com tua presença carinhosa.
Eu achei lindo tb, pq amo abraços, sei bem de suas características "terapêuticas" nesse mundo tão individualista que nos cerca. Ainda bem que existem várias pessoas que podemos abraçar, curtem como a gente um abraço gostoso, quentinho, de coração pra coração, né?...rs
Boa semana pra vc tb, querida!
Bjinho

Cida disse...

Realmente, o abraço é TUDO.

Ele dá o nosso recado até (e principalmente), quando as palavras engasgam na garganta e teimam em não sair. Algumas vezes, quando vou a velórios, e estou muito emocionada, não consigo dizer nada, e simplesmente abraço a cada um da família.
Em uma ocasião até, aconteceu de eu me encontrar com a viúva, uma semana após ela perder o marido, e ela me disse o quanto o meu abraço a confortou naquela hora, e o quanto eu lhe fiz bem.
E olha que eu não havia conseguido lhe dizer nenhuma palavra!...

Coisas da vida, não é amiga?

Um grande abraço prá você, e fique com Deus.

Cid@

Denise disse...

Tem abraço que vale mais que dezenas de palavras, né Cida? O aconchego a gente não traduz usando uma centena delas, mas cabe num abraço de coração. O calor que envolve um abraço aquece almas com frio, mais do que qq coisa que possa ser dita - e até feita.

Sinta-se envolvida num abraço quentinho, carinhoso, cheinho do meu afeto por ti, amigavó!

Boa semana!!

ValériaC disse...

Querida Denise...um abraço faz um bem imenso pra quem dá e pra quem recebe...é um envolver com Amor...por isso é tão bom.
Florzinha, lindo seu espaço...me encantei e vou ficar por perto... quando vi seu rostinho...me lembrei de ti sim...fiquei feliz demais por sua companhia...
Uma doce e serena semana!

Beijos... e um abraço!!!
Valéria

Mariazita disse...

E aquele abraço especial que recebemos dos netos??? Há coisa melhor???
Um dos meus netos, especialmente, dá-me uns abraços tão apertados que quase me tira a respiração.
Mas de qualquer modo o abraço sabe sempre bem, se for dado com amizade e/ou amor. Às vezes sabe até melhor que um beijo, desde que expresse sentimentos sinceros.
Gostei muito do texto.

Boa semana. Beijinhos

Anita disse...

lindo!!! amei o post, seu blog é super bacana, virei seguidora.

Zezinha Sousa disse...

Olá, Denise, amei sua visita, a Ivana é um amor de pessoa. Obrigada pelas palavras carinhosas, vc falou em afinidade, então resolvi deixar esse poema pra vc. Sua postagem sobre o abraço é tudo de bom, é maravilhoso abraçar e se sentir abraçado, acredito e uso a terapia do abraço. Sinta-se abraçada, minha linda! Bjos!!!

AFINIDADE

Afinidade...
O mais sutil e delicado dos sentimentos.
Une duas pessoas
De forma irremediável.

Não é um encontro de corpos,
É um encontro de almas.

São duas essências que se misturam
E numa reação fantástica!
Se transformam em uma só...

Inebriante...

O mais perfeito aroma
Entre todos os perfumes.


Maria José Oliveira de Sousa

Jeanne disse...

o abraço lembra chegada e despedida, já que a gente pouco oferece um abraço "gratuito", não é mesmo?
Denise, tem um selinho pra ti lá no blog.
Beijos :)

Ivana Marisa Altafin disse...

Olá Denise,

Que texto mais lindo!!!!
Não restou uma só palavra para eu escrever, o texto é completo!!!
Ah! Somente lhe enviar um grande abraço, e que essa semana seja muito especial para você e para todos, porque nós merecemos!

Eu amei o texto inteiro, mas esse parágrafo é lindo demais:

"A intimidade que um abraço sincero oferece é a da compreensão. Da atenção. Da solidariedade. Da amizade que existe para lá da exaltação dos sentidos, apenas por ter a consistência daquilo que brota do fundo de nós mesmos e que se mantém quer faça sol quer chova."

Agora já estou indo, tchau!

Denise disse...

Doce Valéria, te lendo fui sentindo a ternura que exala pelas palavras carinhosas...que coisa boa te ter entre as pessoas que compartilham deste cantinho!

Te recebo, então, com um abraço quentinho, com muito carinho e aconchegante de boas-vindas!!

Beijo com o desejo de uma semana maravilhosa, cheia de momentos perfeitos!

Denise disse...

Ai Mariazita, nem me fale nesse abraço de avó...quando meu pequeninho crescer e estender os braçinhos pra ganhar um colo, um abraço, vou morrer de tanta alegria, e, certamente “apertar” (muuuuiiito) com todo meu amor o corpinho tão, mas tão amado!!!
Concordo com vc...um abraço traduz muitos sentimentos, silenciosamente...talvez até pra nos lembrar de que as palavras são desnecessárias em alguns momentos...podem ser “substituídas” por um afago, um olhar, um leve roçar, e ainda assim, tudo comunicar!

Boa semana pra vc tb, minha amiga.
Beijos e um carinhoso abraço!!

Denise disse...

Olá, Anita.

Seja muito bem-vinda, sinta-se acolhida com muito carinho.

Beijos!!

Denise disse...

Maria José...Zezinha...(posso?)
Coisa boa te encontrar aqui, amei a tua delicada chegada, presenteando-me com este poema tão lindo. Espero que sele uma bonita amizade. Muito obrigada, de coração!!

*Vou tomar a liberdade de postá-lo, ok??

Retribuo o abraço carinhoso, desejando uma ótima semana pra ti!!

Denise disse...

Jeanne, minha amiga querida, vou discordar de vc...rsrs...eu dou muitos abraços, sem motivo, sem data marcada, sem aviso...rsrs...não vivo sem eles!!

Obrigada pelo selinho, vou buscar com muita alegria, pq teu carinho é o que mais enfeita meu cantinho!

Bjo carinhoso!

Denise disse...

Ivana, coisa mais linda, né amiga? Quando me deparei com o texto, senti que falava tudo que eu já tive vontade de falar sobre o abraço...quem me conhece sabe que sou louca por abraços...rsrs

Trouxe para compartilhar tb pq entendi como uma maneira de abraçar as almas sensíveis que passassem por aqui. Por isso fico super feliz diante das reações dos amigos que, como eu, se encantaram...

Tchau querida...volte sempre.
Beijão

Regina Rozenbaum disse...

Denise, moça linda de viverrr, amada!
Não sei se chegou a ler uma postagem no Divã do dia 31/05/10:"Ser...sendo...seremos...ser/enos"
Abraço é coração com coração... é esse desmanchar de emoção que dispensa palavras, é aconchego no silêncio do mais genuíno amor... Prá mim é muiiiito melhor que beijo (que tb tem seu devido lugar rsrs)ADOREIIII!
Beijuuss n.c. e um ABRAÇO bem apertadim, recheado de AMOR!

www.toforatodentro.blogspot.com

Regina Coeli disse...

Minha Doce Amiga,
Vim agradecer seu amável comentário que me emocionou "de com força" e aqui encontro belíssima reflexão sobre o abraço.
Lá eu experimentando a emoção de tantos abraços aqui você discorrendo sobre o poder restaurador do abraço...
Deus do Céu!!!Sintonia pura!!!
Então sinta-se abraçada com muito, muito carinho!!!
Que coisa boa,
Regina Coeli

Denise disse...

Li sim, Regina, e fiquei emocionada naquela ocasião - e agora, relendo-a.
O poder de um abraço não pode ser subestimado, e jamais um abraço deveria ser recusado - há quem não 'suporte' o contato físico...

Lembrei de uma amiga que descreveu um abraço trocado da maneira mais linda que já ouvi...mais ou menos assim: o calor dos corpos amigos foi se misturando, imprimindo um ritmo único aos corações, quando "sentiu" como pequenas fagulhas coloridas saíssem dessa conexão, em lampejos de luz dourada, formando uma "bolha" que envolveu os corpos, iluminados pelo brilho multicolorido que faiscava de ambos...ela conta essa sensação com os olhos marejados e o coração acelerado, como diz...eu já ouvi uma dezena de vezes, e sempre visualizo a cena, sentindo a enorme emoção dela. Imagina se não curto um abraço...rsrsrs

Feliz da vida, retribuo o abraço apertadim, cheio de AMOR!!!!

Denise disse...

Pois é Regina, eu tb acredito na sincronicidade, e no poder de um abraço!!!

Êeee coisa boa!!!! ADOREI este teu, tão carinhoso, que marca tua visita ao meu cantinho. Obrigada, minha querida!!!

Bjão!!!