“Planto flores no caminho para que não me faltem as

borboletas. Foram elas que me ensinaram que o casulo

não é o fim. É o começo."

Day Anne


8 de jun de 2010

AFINIDADE




Afinidade...
O mais sutil e delicado dos sentimentos.
Une duas pessoas
De forma irremediável.

Não é um encontro de corpos,
É um encontro de almas.

São duas essências que se misturam
E numa reação fantástica!
Se transformam em uma só...

Inebriante...

O mais perfeito aroma
Entre todos os perfumes.


deixou quando chegou ao Tecendo Idéias.

25 comentários:

Jeanne disse...

Afinidade é um encontro de almas...
Perfeito! Linda definição.
Beijos

Denise disse...

Lindo, né amiga?
Tenho tido a felicidade de alguns desses encontros, como a Zezinha e vc, Jeanne!
Beijos

Mari disse...

Oi minha amiga querida do coração!

Obrigada pelo selinho já está lá minha galeria de mimos.
Ah a afinidade é o encontro e o reconhecimento de almas afins...a amizade é assim.
Como a que estamos cultivando dia-a-dia...especial e preciosa!
Um beijo

Denise disse...

Mari, minha linda, fico feliz por ter gostado do "mimo", ele representou só um gesto terno para celebrar essa amizade especial e MUITO preciosa!!

Bjo carinhoso!

Astrid Annabelle disse...

Olá Denise! Bom dia!
Venho do blog da Regina Coeli.
Fiquei encantada com a qualidade e com o conteúdo do seu blog.
Almas afins são colocadas por Deus em diversos pontos da nossa estrada!
Tenho certeza que este é um ponto estabelecido por Ele.
Voltarei mais vezes...me tornei seguidora.
Um abraço gostoso.
Astrid Annabelle

Regina Rozenbaum disse...

Denise, moça linda de viverrr, amada!
É uma BENÇÃO, quando encontramos almas e corações afins... A imagem que escolheu está perfeita: um verdadeiro encaixe!
Beijuuss n.c.

www.toforatodentro.blogspot.com

Zezinha Sousa disse...

Olá, minha linda! Que surpresa agradável encontrar "AFINIDADE" aqui, nesse espaço maravilhoso, acabei de chegar da Ivana e me encontrei lá também. Obrigada, que Deus te abençoe e te ilumine para que vc continue sendo esse doce de pessoa. GOSTO DE GENTE COMO VC!!! BJOS!!!!

Tais Luso disse...

“Beijo carinhoso, de alguém que não tem tido pudor em dizer que admira, quer bem, e adora te ler. Preciso dizer o que sinto, agora”, pq "depois fica apenas o nada."

Pois é, trouxe para cá, aqui que este fragmento de seu comentário deve ficar, também, partindo agora, de mim para você. Que doçura! Só tenho a agradecer tanta delicadeza.

Quanto às afinidades... Toda a amizade nasce de afinidades;

jamais conseguiria me relacionar com alguém que não gostasse um pouco do que gosto; pensar um pouco como penso; fazer um pouco do que faço! E quando achamos alguém assim, sentimos que as probabilidades desta amizade não dar certo são mínimas, quase inexistentes. Em tão podemos dizer: achei uma amiga!

Hoje a palavra amiga está um pouco banalizada: quando não sabemos como nomear, como apresentar uma certa fulana, apresentamos como nossa amiga; então ficamos com milhões de amigas que, na verdade, não passam de conhecidas. Ainda respeito a palavra amiga. Amiga... é aquela parecida com você.

Meu carinho a você
Tais Luso

ValériaC disse...

Maravilhoso amiga...afinidade é tudo...adorei!

Beijos...
Valéria

Julio Cesar disse...

Oi Denise...
ah...afinidade é algo surreal.
Mas...um relacionamento não se perfaz só de afinidade, é uma utopia inatingivel e impraticável(para Ruben Alves, devemos ter em mente utopias possíveis...ou tornam-se idalismos e não servem para nada). Assim como o vício, definido por Aristóteles, é o excesso, penso que também para a afinidade em uma relação deve-se estar no justo meio. E qual seria? será a pergunta, bem...talvez o meio suficiente para que não hajam conflitos e tão pouco inibição de desenvolvimento, tanto da relação como individual. É pelas crises e pelas diferenças que novos conceitos e paradigmas são construídos. Triste ver 'novos' casais, e alguns não tão novos, nessa 'busca' ou 'espera' pela pessoa com grande afinidade. Que este seja um quisito de peso 50% mais 1 na hora de 'decidir' ficarem juntos. Acho que buscar a afinidade é o que é mais saudável...maduro. Afinal, ninguem está nunca totalmente pronto. A cada estagio de nossa vida somos aprendizes. Se havia afinidade na juventude poderá não haver na terceira idade (ou na quarta...)
Afinidade de fato é a virtuosidade (eu de novo com isso...rs..)de promover o bem. Porque com isso, haverá sempre de alguma forma afinidade. Não haverá negação, dominação, entrega, mas amadurecimento para escolhas, que podem ser uma hoje ou outra amanhã. Somos incapazes de comer por toda uma vida apenas aquilo que mais gostamos, não é? ou o mesmo perfume, o mesmo sabonete, a mesma cor,...aaaaa....tá dando urticária só de pensar nisso!rs...
Casais que 'vencem' os anos, são casais que se conquistam a cada dia, como dizia o meu pai, homem que é homem tem apenas uma mulher e é capaz de conquista-la todos os dias de sua vida. Bonito?...mas somos seres em mutação, em movimento, como todo ser vivo e organico. Se eu me apaixonar por alguem hoje, esse alguem não existirá em pouco tempo. Tanto fisicamente quanto culturalmente, psicologicamente...

não torça o queixo...e sem fransir os labios...rs...pensando:
...e quem sou (julio), né para dizer isso!rs...)
bom...em minha defesa, um 'cara' que observa os conflitos alheios, as repetidas queixas, os repetidos erros, na mesma e em outras pessoas...que vão preenchendo as planilhas de estatísticas...ãã...e um 'cara' pronto a sentar na mesa da Taverna...regado ao nectar de delicioso suco, expor, e internalizar opniões...porque, as vezes a ponta pode ser a base.
beijão...com muita afinidade de abraço...rs...

Paula Betzold disse...

Afinidade explica um mtao de coisas, né?! tipo, as vezes a gente acaba de conhecer uma pessoa e parece que somos amigos há seculos!!!
Linda a sua postagem! beijos

Denise disse...

Nossa Astrid, vc chega tão carinhosamente que me conquista "de cara", principalmente pq penso e-xa-ta-men-te como vc: almas afins são colocadas por Deus em nosso caminhar, então minha querida, que este seja "um ponto estabelecido por Ele"...seja muitíssimo bem-vinda, meu coração se alegra com tua chegada!!


Bjo carinhoso

Fui conhecer teu blog, vi que são três e, confesso, me apaixonei por um..."senti a paz e respirei luz e amor', tanto que por lá já fiquei!!!

Denise disse...

Regina, é um presentão mesmo, né não??? eu ainda fico maravilhada com algumas surpresas da vida - esse encontro de almas é um tesouro incalculável, um presente de Deus!

Beijos, queridona...feliz por te "encontrar", viu??

Denise disse...

Zezinha, a honra é minha, em compartilhar com mais pessoas teu talento, mas, principalmente, tua sensibilidade e alma generosa. Mais um presente que ganhei, daqueles que a gente acha tão especial que quer "mostrar" pra todo mundo...rs. Obrigada eu, pela oportunidade de publicar aqui algo tão lindo que tocou tantas pessoas...doce é tua alma!!

Bjo carinhoso

Denise disse...

Ah! Tais...não me deixou nenhuma chance de resposta, senão minha enorme gratidão e felicidade por tuas palavras tão, mas tão generosas e cheias de carinho. Só podem vir de uma AMIGA - que é o que vc representa, que é como meu coração te vê e acolhe.

Um abraço carinhoso, meu afeto e respeito. Ficarei muito feliz quando puder te dizer isso pessoalmente. Quando estiver de passagem por aí, vou tomar um café com a Jeanne, que tal reunir-se a nós??

Denise disse...

Maravilhoso o texto da Zezinha, né Valéria? E maravilhoso tb é descobrir que temos afinidades com tanta gente!!

Bjos pra vc tb!

Denise disse...

Oi Julio.

"É pelas crises e pelas diferenças que novos conceitos e paradigmas são construídos", mas são as afinidades que juntam as pessoas - no caso, os casais, como vc coloca.
A gente muda, e coisas que eram já não são, assim como outras passam a ser. Ok...mas...a característica mais expressiva da afinidade, como tão lindamente explicitou a Maria José, é o encontro de almas - a entrega sutil que transforma as duas em uma só!

Seu pai era um homem de visão, e parece que fez a escolha de se apaixonar várias vezes, pela mesma mulher. Bonito, sim - difícil, mas possível, um sentido que dá à vida uma direção, um gosto, um colorido diferente.

Observo vc na mesa da 'Taverana', abSORVENDO suco e...idéias...rs
Bjo

Denise disse...

Paula, vc sintetizou a percepção global da afinidade - e como disse a Tais, eu tb jamais conseguiria me relacionar com alguém que não gostasse um pouco do que gosto; pensasse um pouco como penso e fizesse um pouco do que faço. Neste último item, em relação à vc, temos em comum a disposição de prestar alguma ajuda a quem precise. Aqui, estou engajada em campanhas promovidas entre um grupo de pessoas para arrecadação mensal de roupas, gêneros alimentícios e material de higiene e limpeza para um orfanato que abriga 55 crianças (de bebês a 16 anos). Quando vi tua postagem sobre os idosos, imediatamente houve essa conexão de afinidade, e não me surpreende uma jovem engajada, pq minha filha tb é bastante atuante. Isso mostra que alma não tem idade, tem bondade!

É muito, muito bonita tua atitude. Meu respeito, admiração e carinho. Não sei como poderia ajudar tua "causa", mas se descobrir uma maneira que ache possível, me avise, ok?
Bjos, querida.

Paula Betzold disse...

Oi Querida!!! O fato de vc já ter falado dessa campanha aqui, o que ja leva algumas pessoas a lerem e a ajudarem já foi o suficiente!!!
Bem, quanto a cirurgia, cheguei a casa hj, ainda to com dores e meio grog... amanha espero estar melhor! estou aqui fazendo hora pra tomar um remedio e voltar pra cama, tenho sentido um sono absurdo! beijos

Denise disse...

Que bom, Paula, que já está em casa e bem. Faz repouso direitinho que logo tá restabelecida.

Vou publicar a chamada para campanha aqui, vai que muitos cariocas entrem aqui...rs
Bjos, cuide-se!

Paula Betzold disse...

Querida, vc é um amor! beijos

Denise disse...

De amor é teu gesto!!!!

Ivana Marisa Altafin disse...

Olá Denise,

Sem afinidade não tem como fluir uma relação, é algo mágico que acontece naturalmente e faz nascer uma verdadeira amizade. Podemos ficar anos sem encontrar uma pessoa, ao reencontrá-la é como não tivesse ficado um único dia distante, o sentimento é o mesmo, nada mudou. Um abraço!

A.S. disse...

Denise...

Pura alquimia de palavras e aromas...


Beijos
AL

Denise disse...

É verdade Ivana. Tenho uma amiga bem "antiga", do tempo do colégio - não sentimos a necessidade de encontros peramentemente agendados, mas basta um telefonema, um e-mail e o abraço e hoooras de conversa mostram pra gente que nada interfere nesse querer bem. Isso prova que a convivência "virtual" dispensa a presença física talvez pq seja composta de pessoas que já entenderam que são outras as razões que as aproximam - e as mantém próximas. No mundo individualista e cheio de cobranças em que vivemos, parece não caber muito esta troca...seria por isso que as pessoas buscam cada vez mais a interação em que podem "simplesmente ser"???

Bjos...