“Planto flores no caminho para que não me faltem as

borboletas. Foram elas que me ensinaram que o casulo

não é o fim. É o começo."

Day Anne


24 de mai de 2010

Victor Hugo


"Sede como os pássaros que, ao pousarem
um instante sobre ramos muito leves,
sentem-nos ceder, mas cantam!
Eles sabem que possuem asas."


2 comentários:

Julio Cesar disse...

Oi Denise...
humm...muito bom esse chocolate...aquecedor...

Da janela de minha alma partem meus pensamentos como voo de borboletas...leves, com uma beleza colorida...ora inéditos, ora não, porém, nunca os mesmos. O que os difere das borboletas é que essas se transformam para sairem do casulo, e meus pensamentos saem para transformar e serem transformados.
(não falei que não sei de onde surgem isso!rs...o chocolate aquece cada célula)
beijos
Que sua tarde seja maravilhosa

Denise disse...

Eu tenho uma teoria de onde eles "saem" - e vc já a conhece. Estas tuas palavras só a confirmam (minha teoria)...se formos agentes de um grão dessas transformações, já teremos cumprido uma bela "missão"...

A tarde tb pode ser transformada, como tudo na vida...mas a deixo como está - fria e cinzenta só pra fora da janela...

Bjos