“Planto flores no caminho para que não me faltem as

borboletas. Foram elas que me ensinaram que o casulo

não é o fim. É o começo."

Day Anne


24 de mai de 2010

Eu segurei muitas coisas em minhas mãos, e eu perdi tudo;
mas tudo que eu coloquei nas mãos de Deus eu ainda possuo.”

Martin Luther King





Está em nossas mãos a decisão de
como queremos viver...


2 comentários:

Julio Cesar disse...

Oi Denise...

há pessoas que tropeçam e caem de bruços, com as duas palmas voltadas ao solo... aí demoram a postar-se em pé, pois ficam alí bravatando, não preocupam-se em limpar as mãos e tratar dos arranhões.

bjs

Denise disse...

É, um tempo precioso perdido nas lamentações...muitas vezes foi só um susto que nem arranhou, outras, uma intervenção para evitar queda maior, mas...não percebemos...

Bjos