“Planto flores no caminho para que não me faltem as

borboletas. Foram elas que me ensinaram que o casulo

não é o fim. É o começo."

Day Anne


18 de mai de 2010

Desapego I


"Amar sem possuir, envolver-se sem depender. O desapego abandona os rótulos e respeita a sinfonia das personalidades ao redor. Elas revelam as riquezas da vida, desimpedidas dos nossos próprios desejos. Desapego é como o sol que ilumina mas não domina as qualidades de cada um. À distância ele tenta libertar os conflitos da diversidade, mas permanece livre do efeito do resultado"

10 comentários:

ju rigoni disse...

Que lindo, Denise!

Onde há amor verdadeiro há espaço para respirar.
Podemos sentir o calor do sol sem sequer olhar para ele. Mas quando tentamos olhar para ele,... o que se vê?

Bjs, querida, uma boa semana para você. Inté!

manuel marques disse...

O desamor a insensibilidade, só o possui aquele ou aquela, que ainda não encontrou quem deve amar.

Beijo.

Tati Pastorello disse...

Nossa Denise. Li e reli. E pretendo ler de novo ! Achei incrível, principalmente a analogia com o sol. Maravilhoso, para pensar e mudar de vida!
Que achado foi você, menina!
um beijo.

Denise disse...

Oi, Ju! Bom encontrar esse teu sorriso doce por aqui...

Concordo, a gente precisa "existir" - estar e ser - na relação.

Retribuo o carinho desejando uma ótima semana, cheinha de momentos maravilhosos. Bjo carinhoso. Inté mais!!

Denise disse...

...ou perdeu-se desse (ou nesse) amor, não é Manuel?

Beijo.

Denise disse...

Tati, querida, obrigada por tanto carinho. Tb achei forte, li, reli e pensei bastante antes de postar.
Em algum instante me vi mergulhada de tal forma que suspeitei não haver compreendido, tamanha a inquietude, o ensimesmamento que me provocou. Foi clareando, tornando-se quase tangível. Sei que ocorrerá a mesma clareza com vc...bjo grande e carinhoso!!

Jeanne disse...

Bela definição. Na doutrina espirita fala-se muito em desapego, e ainda nào tinha lido definição tão perfeita.
Desapegar deve ser exercício diário...
Beijos :)

Denise disse...

Jeanne, querida, que delícia tua presença. Pois é, num primeiro momento até me pareceu uma definição complexa, em seguida, bem conectada com o que lia, tive essa mesma impressão tua. Bela, profunda.

Beijos, bons sonhos!

Julio Cesar disse...

Desapego? ...rs...é o que eu não sinto em relação a 'isto aqui'.rs...

vou voltar depois, Denise...
bjs

Denise disse...

Acho que sempre tem "coisas" que não abrimos mão fácil, né Julio?...desse apego teu acho que gostei...rsrs

Bjos...inté tua volta, como diz a Ju!