“Planto flores no caminho para que não me faltem as

borboletas. Foram elas que me ensinaram que o casulo

não é o fim. É o começo."

Day Anne


3 de mar de 2010

Um milagre: a existência!



Na madrugada os contornos daquilo que vemos, parecem diferentes. Mágicos, assustadores, envoltos em mistério? Neste caso, o mistério está no milagre da vida.
Debruçada sobre o berço, assisto ao sono de um anjo, e me pego pensando na perfeição da natureza que nos criou. Esquadrinho cada milímetro do rostinho sereno para gravar no coração cada detalhe mínimo. Nos traços perfeitos, vi a mão de Deus. Os movimentos suaves de um corpo saciado e entregue ao sono me faz pensar na alma que ocupa seu interior.
O que pensa um bebê? os reflexos que vejo no rosto em todos os ensaios de sorriso, refletem o que? Sou capaz de jurar que ele entende que é com ele que falo quando converso mansinho diante de seu rostinho desperto, e gosto de imaginar que já distingue minha voz, e é capaz de saber-se no colo de quem, além de diferenciar-nos uns dos outros pelo cheiro, pelo toque e embalo que cada um lhe dá.
O milagre da vida que estou tendo a abençoada oportunidade de presenciar e compartilhar, é uma reprise mais nítida das cenas que já vivi. Contemplo a nitidez deste milagre associando-o a um ato divino, onde não cabe nada que não seja a essência do amor, berço desta criança que preenche minha noite e ocupa dentro de mim um lugar multiplicado por milhares de vezes seu tamanho real. O milagre da vida - desta vida - operou outro, na minha, e na de todos nós.
Crianças trazem consigo a Luz. Meu neto é um farol a indicar um novo caminho...

4 comentários:

Adelia Ester Maame Zimeo disse...

Querida Denise, uma criança, uma benção, uma dádiva divina...Tudo tem um propósito, lembra-se? Este pequeno ser é portador de toda esta luz maravilhosa que irradia em cada um de vocês e produz algo peculiar a cada alma. Esta alquimia anima estas transformações magníficas e indescritíveis que você própria está sentindo. Que você seja contemplada neste estado de graça, pelos mais belos sentimentos e inspirações! Beijo.

Denise disse...

Que lindo, Adelia!
Tua sensibilidade acessa esse cantinho da alma onde moram esses sentimentos tão nobres que nos elevam a Deus...nessa alquimia maravilhosa que une tantos corações irmanados nesse mesmo amor, por esse ser iluminado que nos foi entregue para ser tão amado!!

Estou mais "manteiga derretida" do que o usual...pq será???...rsrsrs

Bjo carinhoso e abraço apertado!!

Tereza Kawall disse...

Oi Denise querida
Quantos sentimentos e inspirações com a chegada desses anjinhos; muita luz para você e todos que usufruem deste momento.
PS: vou ser avó também!
um beijo + carinho
Tereza

Denise disse...

Lembra quando falamos sobre a experiência de tornar-se avó? A gente só sabe o que é isso no aconchego daquele corpinho frágil nos braços...tudo o mais é alegria antecipada, intuída.
Ser avó é mágico, um amor que não conhecia e trouxe transformações na minha vida - ainda não fui pra casa...rs

Parabéns, amiga! Lembrará do que estou te dizendo quando esse bebê tornar-se um ser neste mundo, e as batidas de teu coração enlouquecerem dentro do peito. Que a espera seja para todos um momento de muita alegria e compartilhamento pela chegada de mais um Ser para amarem e cuidarem.

Beijo carinhoso, vovó!!!!

* E os cumprimentos aos pais!