“Planto flores no caminho para que não me faltem as

borboletas. Foram elas que me ensinaram que o casulo

não é o fim. É o começo."

Day Anne


11 de mar de 2010

Quando fico comigo mesma...

Steve Hanks

Introspecção!

Característica forte que me leva aos mergulhos intensos em conexão profunda comigo mesma. São momentos de exílio que sustentam a leveza de meu ser preparando-o para a vida externa. Dessa comunhão com meu Eu resultam a percepção e a intuição, instrumentos valiosos que norteiam a vida da gente - quando lhes viramos as costas, ignoramos os caminhos!

2 comentários:

Enajer disse...

Quando fico comigo mesma sinto uma paz muito grande. Hoje em dia já consigo viver assim sem culpas, mas a princípio foi difícil,ficava me sentindo egoísta. Que nada!! foi muito tempo dedicado aos outros , agora é hora do deleite sobre mim.
Muito bom estar consciente disso.
Bjos

Denise disse...

Certeza que merecemos!!! como a gente boicota prazeres e fica escravo de deveres...ainda que existam somente dentro de nossas intenções ou gerados pelo sentimento de inadequação...doamos nosso melhor - inclusive o tempo - e ficamos faltosos conosco mesmos. É mesmo muito bom tomarmos consciência disso para curtirmos sem culpa a própria companhia...

Bjos