“Planto flores no caminho para que não me faltem as

borboletas. Foram elas que me ensinaram que o casulo

não é o fim. É o começo."

Day Anne


11 de jun de 2010

Pde. Fábio de Melo


Steve Hanks

"Demore na dúvida...E descubra a sabedoria que insiste em se esconder na ausência de palavras."

4 comentários:

Julio Cesar disse...

Denise...
de fato, o tolo acha que o sabio é ignorante por não manifestar palavras, mas não sabe em verdade que o sabio não tem palavras compreensíveis ao tolo.
bj 'gandeee '

elton disse...

Olá, Denise!

Às vezes é tão difícil se manter silente ou inerte quando somos afrontados por alguma coisa que vai contra os nossos princípios, opiniões e/ou crenças.

Mas eu tenho aprendido que sempre há uma recompensa quando não nos deixamos agir ou falar por mero impulso. Quando, ao invés disso, paramos para refletir calma e serenamente sobre a situação. A fim de compreendê-la melhor e reagir, se necessário, da maneira mais adequada possível.


Até +

Abraços!

Denise disse...

Muitas vezes, meu amigo, está no silêncio a resposta. Disso, o sábio já sabe.

Bjos, Julio!!

Denise disse...

Olá, Elton.

Silenciar às vezes parece guardar uma indignação, desprezo a uma afronta, a uma provocação. Entretanto, pode ser a melhor opção - e disso sabemos através de repetidas reflexões, quando aprendemos, entre outras tantas coisas, a não ceder a impulsos.
O Padre Fábio sugere exatamente o que apontou. Serenidade e ausência de pressa. A idade vai nos garantindo as duas coisas...rs

Abraço, até mais!!