“Planto flores no caminho para que não me faltem as

borboletas. Foram elas que me ensinaram que o casulo

não é o fim. É o começo."

Day Anne


1 de jan de 2010


Sonhei que 2010 me cortejava, sedutor.
A sucessão de imagens difusas sobrepunha-se aos pensamentos que varriam qualquer certeza, mas, ao abrir espaço para uma centelha nova, derramava uma energia pulsante que sacudia o mormaço que escaldou o tempo ocioso no andar da vida.
Nenhuma cena que desfilou sob o sono manso exigiu entendimento, e sim, no recato da espera sem desconforto, trouxeram sensações resistentes ao desabrochar, fiéis ao estado de repouso em que preferem permanecer. Desta feita, adormeceram o desfecho, acautelando precipitadas conclusões.
Será que até os sonhos estão aprendendo a não ultrapassar o tempo??...rs

Nenhum comentário: