“Planto flores no caminho para que não me faltem as

borboletas. Foram elas que me ensinaram que o casulo

não é o fim. É o começo."

Day Anne


7 de dez de 2009

O mar é azul!!!


'Na imensidão azul do mar'...não...'no azul imenso do mar'...'a noite as ondas revoltas de um mar sem fim'...

Não, ainda não encontrei o tom...

2 comentários:

Adelia Ester Maame Zimeo disse...

Denise, assim é na vida: vamos experimentando até encontrar o "tom" que nos satisfaz. Beijos.

Denise disse...

Já percebeu que eu gosto de uma metáfora, né Adelia?...rs

Penso que fazemos vários percursos, até encontrar o caminho...ideal. E nele descobrimos, invariavelmente, que "o sentir" ocupa praticamente toda sua extensão...ampliando, e muito, as sensações que as emoções provocam. Encontrar "o tom" acho que é a manifestação da vida em seu estado mais puro...

Chega de devaneios...no momento certo, "o tom" aparece...rs

Volte sempre!
Beijos!