“Planto flores no caminho para que não me faltem as

borboletas. Foram elas que me ensinaram que o casulo

não é o fim. É o começo."

Day Anne


17 de fev de 2009

Meu Sol e Minha Lua






Ele, parece um paradoxo, é masculino e representado por uma estrela, a mais próxima da Terra - cuja luz trás as cores do arco-íris. Pura energia que aquece, ilumina e mantém a vida. Seu magnetismo natural encanta e atrai, fixando morada na encosta de sua ardente seiva vital.

Devido às altas temperaturas internas, regula o calor dos relacionamentos, e lembra que se expor excessivamente aos seus encantos pode ser prejudicial à saúde...rs

Tem períodos cíclicos de agitação, podendo provocar tempestades originárias de sua energia extrema.


Ela, um corpo celeste – que eu prefiro chamar de celestial, de fases – e faces – provoca movimentos contundentes por onde transita - ou orbita?

Sendo a maior de um sistema que dizem haver resultado da colisão do planeta Theia (sugestivo, não?) com a Terra, “gravita” ao redor da Terra - mãe - com seu brilho “enluarado”.

O seu lado visível, complexo, compõe este meu astro lunar na sua essência mais admirável. O aspecto intrigante pertence à sua face oculta, o “lado escuro da Lua”, em que eclipsa períodos de recolhimento e afastamento necessários e respeitados. É de uma grandeza tamanha que se divide em quatro manifestações, renovada a cada volta completa de suas fases.


Meu Sol e minha Lua, os pontos de referência desta Terra-mãe que os observa no céu de sua existência, contemplando seus contornos inseparáveis de si...


♥ Denise

Nenhum comentário: