“Planto flores no caminho para que não me faltem as

borboletas. Foram elas que me ensinaram que o casulo

não é o fim. É o começo."

Day Anne


8 de dez de 2008

Construindo positividade!




Mudamos. Com o tempo nos tornamos mais realistas, abdicando de algumas ideologias, e se de algum jeito aprendemos a lidar com as nossas perdas, já não construímos tantas ilusões. Abandonamo-nos um pouco, é fato, mas parece ser inevitável. No entanto, nem mesmo a maturidade seqüestra todos os traços da inocência, afinal, essa é, de longe, a melhor faceta que já nos pertenceu!

Guardamos resquícios dos sonhos encantados a eternizar nossa caminhada, e embora no seduzam os finais felizes, cedo a dura realidade nos impõe sua marca. Os castelos são habitados pelos fantasmas que foram os príncipes e as princesas a viver o sonho indissolúvel da felicidade eterna. E embora pareça pessimista esta ponderação, a vejo como absolutamente consciente, portanto, avaliada sob a luz da verdade que não podemos mais esconder de nossos olhos. É a verdade insofismável da vida, a contradição do sonho idílico, aquele que povoou a mente com fartas idealizações, e que a vivência nos mostrou que era fruto do desejo mais pueril, terno e doce que já tivemos a alegria de sentir. Mas temos sorte...podemos reproduzir o desejo, e, se o querer for suficientemente ardente, cumprir sua determinação!!


♥ Denise

Nenhum comentário: