“Planto flores no caminho para que não me faltem as

borboletas. Foram elas que me ensinaram que o casulo

não é o fim. É o começo."

Day Anne


24 de jul de 2012

A distância é uma ilusão!



Tão logo foi confirmado um compromisso profissional que instigou esta mãe a acompanhar a filha, me apressei em assediar o mago-poeta na intenção clara de conseguir um adepto para, quem sabe, compormos um petit comité rumo à terra encantada da moça rosada!
E não é que deu eco esse sonho e lá fomos nós, uma pequena legião de queridos cariocas, mais eu?
O encontro estava traçado, e ela, quando do fato soube, mal acreditava e já em tudo pensava pra assegurar que a imensidão daquele mar fosse palco primoroso para essa nossa atrevida proeza.
A terra que nos acolhia tinha ali presentes alguns filhos seus a recepcionar nossa chegada, fazendo coro à nossa alegria - familiares e amigos juntaram-se a Milene na tarefa de garantir que as lembranças sejam recheadas de saudade, com lições fartas do que chamamos felicidade!
Acho que Milene calculou tudo muito bem, mas, ela e todos nós, pensávamos que sabíamos o que nos aguardava - as delícias extras foram cada momento insuspeito, as expressões de falas, de caras e de olhares. Ah, as músicas, as composições, as descobertas de nossas imperfeições! A sintonia ímpar entre as notas Mi e Si, a comporem uma melodia linda de uma amizade sem fim. A garoa fria e invasora, os cafés das manhãs que traziam o novo dia juntos, os almoços barulhentos regados a intermináveis conversas, risos e sabores divinos! Passeio sob o sol causticante - achou que eu ia te poupar, Dôra?...rs - rendeu imagens lindas e aconchego. As câmeras em punho tratavam de guardar detalhes que ajudarão a saudade quando se manifestar.
De tudo, nada impediu que ficássemos enrodilhados, num gostoso estreitamento de corpos e almas, garantindo que o carinho fosse o tempero desse imenso afeto que engravidou da amizade!
As cores que enfeitaram nosso cenário mais pareciam frutos de uma aquarela que engoliu o arco-íris, a paleta perfeita desse encontro que retratou o afeto entre diferentes seres, que se assemelham no sentir. O esmeralda das águas há de verdejar de esperança nossos corações que desejam, desde já, um re-encontro, somando então novos amigos à este consagrado cordão da amizade.

"Pronto" (com sotaque!)...só posso repetir o que já disse: obrigada família generosa e amigos da Mi, agora nossos também! Grata Dôra, pela parceria nessa aventura relâmpago, obrigada meu Mago-Compositor-Poeta por todo o carinho derramado, obrigada Si pelo riso escancarado e a generosa acolhida, obrigada Mi, doçura em forma de GENTE...o pouco que vivemos foi um mundo de emoções!!!!

16 comentários:

Milene Lima disse...

Eita, gota. Pronto! Ela agora quer roubar o meu posto de cronista... Rsrs. Lindeza de descrição, Denise. Foi tudo bem assim, foi tudo preparado pra nós, lá de cima, como tinha que ser. Até os pequenos desencontros haviam de acontecer.

"Começaria tudo outra vez se preciso for", feito cantou Gonzaguinha.

Obrigada por ter inventado essa maluquice deliciosa. Saudade de imitar teu sotaque, guria curitibana.

Montão de beijo, abraço agarrado, moça do sorriso aberto, doado, feliz.

Si Fernandes disse...

Eu não paro de me emocionar com esses postes. Cada um expressando sua visão desse momento eterno. O Fabinho me disse, lá, que para curar uma ressaca temos que tomar mais uma dose...Acho, então que para parar com esse apertinho no peito, temos que logo, logo repetir a dose." Meu coração tá batendo como quem diz : Não tem jeito!"
Beijos, querida!

Regina Rozenbaum disse...

Ai que delícia vê-los assim...como já escrevi em algum blog, não imagino esse universo de emoções. Chego a sentir daqui o que experviveram lá. Alimento que carregarão garradu até o próximo. E estarei junto...ah estarei!
Beijuuss, lourindona_mada, n.a.

R. R. Barcellos disse...

Ah, a crônica da Poesia! Logo que nos curarmos dessa ressaca de felicidade, devemos começar a agitar o encontro número dois. Será que fretaremos um teco-teco ou um jumbo?

Beijo, Poesia!

Denise disse...

Ah, Mi...jamais tentaria, teu posto é um lugar que vc constrói a cada treino, a cada dia que aperfeiçoa a transferência que faz das emoções todas para as palavras insuficientes - de um jeito que só vc sabe, e eu aplaudo e incentivo...e 'pronto", adorei te imitar tb...rsrrs

Uma saudade grande dessa tua companhia de moleca, de teu olhar enviesado querendo convencer a gente que não é cronista, e logo se desmancha num riso travesso...saudade, moça querida!
Abraço-te com alegria!!

Denise disse...

Pois não é, Si??

Eu tb revivo aqueles dias quando vejo fotos, quando leio vcs e me abandono às emoções que chegam...bom demais olhar dentro dos teus olhos, vi tanto de ti, admirei e afeiçoei ainda mais...bjos, Si!!!

Denise disse...

Sim, Rê, vc estará, pq a gente não vai permitir que não vá! farei rebelião, visse!!!

Foi bom sim, muito...pra ser perfeito, alguns outros queridos deveriam estar lá à volta daquelas mesas, na beira da praia, pisando na areia...vc vai sim, ah vc vai!!...rsrs

Bjãozão, irmiga minha!

Denise disse...

Acho que terá asas, Poeta, pq as minhas não dão conta de ir muito longe...rs

Eu não sei se caberemos num boing, mas acho que podemos pensar na sede da nova reunião...eu tenho palpites pra dar...rsrsrrs...gostei, uai!!!

Bjos, querido Poeta!

Cristina disse...

Você consegue narrar sua viagem de uma maneira linda, poética. Me abasteço em seu cantinho com tanto poesia, carinho e amor!!! Obrigada pelas palavras em meu blog e pela força!!! Um grande abraço!!!

Leonel disse...

Momentos inesquecíveis, congelados nos bites de uma foto...
Aquelas sequências de "zeros e uns" única coisa que um computador "entende", encerram sensações e emoções que só a mente humana é capaz de reviver, ao ver o resultado em uma telinha ou numa folha de papel...
Todo um universo de sentimentos...
Incluindo a felicidade!
Abraços, Denise!

Marilu disse...

Querida amiga Denise,

Tenha um lindo e abençoado final de
semana.
Beijocas

Denise disse...

Cris, a gente atrai aquilo que precisa, que merece, que deseja, que semeia...e vê nos outros, em partes, a totalidade que é.

Sempre bom vc aqui, tua presença carinhosa me enche de alegria!
Bjos, querida, lindo fds pra vc!

Denise disse...

Pois é Leonel, as emoções a serviço de nossas relações - estas são de afeto natural, que foram se tramando sem planejamento algum, apenas nos permitimos, e isso basta, se a gente quer viver momentos felizes, construir relações verdadeiramente sólidas.
Foi um mundo de emoções!
Na próxima vc vai, né?...rs

Abraço forte!

Denise disse...

Obrigada Marilu, que tb pra vc o fds seja maravilhoso!
Bjo

Anônimo disse...

Ai Denise, fica com ciúme não.É que essa analfabeta aqui num tá conseguindo juntar palavras. Sai tudo sem nexo. Essa gripe desconjuntou até meu cérebro. Amei o retrato que vc. pintou com palavras do nosso GRANDE ENCONTRO. Assim que eu melhorar volto aqui para tecer comentários mais condizentes (é assim que se escreve?). Bjs. minha amiga. Dôra

Denise disse...

Boba....rs...eu te espero, sem ciúme...rsrrs
Foi muito bom nosso encontro, não tem como falar disso sem emoção e alegra, né?

Bjos, saudade grande, MELHORAS!