“Planto flores no caminho para que não me faltem as

borboletas. Foram elas que me ensinaram que o casulo

não é o fim. É o começo."

Day Anne


3 de mar de 2012

Enlevo





Tristeza desfeita, sorriso expondo pedaços de felicidade
espalhados no jardim da alma desperta.
Sacudida a inércia, os preparativos carinhosos
redesenham a trilha recém-descoberta;
E a alquimia das emoções, todas misturadas,
desfaz os rastros da caminhada incerta.

Preguiçosa manhã de dias felizes,
da presença quente de tua vida na minha, dos sonhos reais.
Algemas abertas libertam as metas antigas,
os desvarios passageiros, os dias frios e iguais;
Sou futuro presente, no tecer alegre e contente,
dos dias novos repletos de meus ideais.

Na tarde que ora nasce, brota uma alegria inovadora,
com traços de sorrisos desmedidos;
Em conjunto aos olhares longínquos, serenos,
suspirantes, sonhadores e destemidos;
Ambos acompanhados de passos em calmaria,
para além de medos desconstruídos!


Bom fim de semana, meus amores!!

8 comentários:

R. R. Barcellos disse...

Ao beijar teu coração
Vi um casulo aberto.
Onde voa a borboleta?
Voa em busca da canção;
Baila num sonho desperto,
Voa com destino certo,
Para a luz, para a amplidão!

Beijo.

Denise disse...

Tonta que sou, ainda me espanto com essa tua capacidade incomparável, de ser sensível...cada verso, uma delicadeza - o espelho de teu espírito atento e coração amoroso.

Bjo encantado (e comovido!) da borboleta!

pensandoemfamilia disse...

Que nas asas dos teus sonhos
dias e noites sejam repletas de alegrias.
Estou aguardando seu texto para a série.
bjs

Ivana disse...

Aqui o amor está no ar, rsss
Fica explícito no seu poema a felicidade que está vivendo, um ENLEVO feito de amor, alegria e serenidade.

Seja sempre muito feliz, um abraço!

Denise disse...

Assim será, Norma.

Se conseguir, envio ainda hj, mas não prometo...
Beijos, ótimo fds!

Denise disse...

O amor, Ivana, está em mim - no céu, na terra, no ar e no fogo da paixão....rs, onde eu estiver, vai ser assim.

Pode demorar um pouquinho, mas a gente aprende como é transforma_dor e incomparável, o amor. Teu coração em festa hj, está repleto desse amor que tudo pode, não ;e verdade?

Bjos!!!

Milene Lima disse...

Escondendo o jogo, é moça? Usou mangas longas pra esconder a veia poética, mas não teve jeito, está calor, foi necessário desnudar tudo isso aí.

Graças à Deus!


Beijo, poetisa lôra.

Denise disse...

Coisa mais linda pra se dizer, Mi...mas sou não, o coração é que pula para a ponta dos dedos e saem coisas assim....rsrs.

Pois fui eu quem gostou da tua fala, moça querida...brigadinha pelo carinho, bjos pra ti!!