“Planto flores no caminho para que não me faltem as

borboletas. Foram elas que me ensinaram que o casulo

não é o fim. É o começo."

Day Anne


4 de jul de 2011




“A aceitação é o ingrediente essencial que nos capacita a iniciar o processo de cura.
[...]
Quando ficamos presos nas malhas do nosso drama, deixamos de viver o momento presente e, em vez disso, vemo-nos prisioneiros de todas as experiências passadas semelhantes que não foram curadas. Julgamos estar respondendo aos desafios da vida quando na realidade reagimos a todo nosso sofrimento não-resolvido.
Temos que nos dar conta de que o que ocorre agora nos chama a curar o que aconteceu conosco no passado.”

Debbie Ford em Divórcio Espiritual


8 comentários:

manuel marques disse...

Devemos aceitar o que é impossível deixar de acontecer...

Beijo.

Toninhobira disse...

Perfeito pensar Denise,a aceitação é o grande passo,para reconhecer que algo deva ser feito.E daí sim,podemos trilhar os caminhos,que nos levam a uma solução e ou cura.Gostei.
Meu abraço.

Sonia Guzzi disse...

Adorei o texto e concordo plenamente.
Gde abraço, em divina amizade.
Sonia Guzzi

Regina Rozenbaum disse...

Nem vou tecer comentários...amanhã você compreenderá. Essa tal sincronicidade me en-can-ta!
Beijuuss n.a.

Denise disse...

Pois sabe, Manuel...entre o dever e o conseguir, mora o humano...

Beijo, querido amigo!

Denise disse...

Esse passo Antoninho, talvez seja o fundamental para dar seqüência ao caminhar - e penso que possa ser o mais doído da todos, embora inevitável.

O livro é fantástico.
Abraço pra vc tb.

Denise disse...

Oi Sonia, obrigada por deixar aqui teu comentário. Compartilhar é bom por favorecer esta oportunidade de dividir opiniões.
Abraço forte!

Denise disse...

Bom, irmiga...que amanhã chegue logo, então...rs.

Mas dessa conexão já sabemos, né queridona?

Um beijo e bons sonhos!