“Planto flores no caminho para que não me faltem as

borboletas. Foram elas que me ensinaram que o casulo

não é o fim. É o começo."

Day Anne


9 de abr de 2011

Armadilhas na vida...


Esse termo ouvi da minha filha, contando que "caiu na armadilha visual" de um doce, contrariando sua decisão de evitá-los. Ecoou na minha cabeça...e os pensamentos se multiplicam numa velocidade impressionante, não é mesmo? Eu disse a ela: vou escrever sobre isso.

As armadilhas visuais ultrapassam a cara dos doces expostos nos balcões atraentes das confeitarias - uma delas é a beleza aparente dos caminhos que encontramos na caminhada da vida.
Quem já não se deixou seduzir pela paisagem perfeita que emoldura seus sonhos? Quantos (des)caminhos a gente segue, só pra descobrir que levava a lugar nenhum, ou que terminava na beira de um abismo cujo magnífico por-do-sol iludia o horizonte?
Sem setas, placas ou mapas, a gente explora a vida caindo em armadilhas, criadas pelo desejo, pela pressa, pelo desamor, pela descrença. E por ingenuidade, desinformação, por amor e pela dor. Nossas escolhas, sempre subordinadas aos próprios conceitos, ideais, sonhos e desejos, nos conduzem em direções muitas vezes opostas ao objetivo principal, distante da essência da vida, distorcendo a caminhada, retrocedendo os passos, trocando de paisagem e estragando a viagem.
Entretanto, como tudo sempre tem uma função e uma razão de ser, as armadilhas também são proveitosas, porque aparentemente são enganosas, mas podem ser faróis a iluminar a escuridão que cobre nossos anseios, revelando a luz que tonaliza o caminho dali em diante...


6 comentários:

Myriam disse...

Acredito que TUDO que se apresenta a nós tem uma razão. Quem decide as direções somos nós, e se acertamos ou erramos, vamos aprender. Se fomos tomados por essa ilusão, nos sentimos enganados, mas pensemos no futuro..não mais cairemos nessa! rsrs beijos Denise!!

Denise disse...

De tudo, tirar a aprendizagem, não é Myriam? concordo....tudo tem um propósito, até o mais inusitado carrega um porque. E se não aprendemos na primeira lição, outras oportunidades surgirão, não é preciso desesperar...rsrs

Bjos, amiga!

Néia Lambert disse...

Por isso Denise nossas escolhas devem estar amparadas por algo chamado bom senso, mas que,na ansiedade de alcançar um objetivo, nem sempre levamos em consideração e caímos nas famosas armadilhas que nos desviam do caminho almejado.
Seu texto ficou magnífico, parabéns!

Beijos

Marilu disse...

Querida amiga, estamos nesse mundo apenas para aprender, devemos tirar proveito de cada lição. Tenha um lindo final de semana. Beijocas

Denise disse...

O fantástico, Néia, é não desperdiçar a chance de aprender diante desses enganos, encarando as más escolhas como boas oportunidades de crescimento.

Um ótimo sábado, bjos!

Denise disse...

Concordo Marilu, e podemos fazer isso aproveitando a viagem, não é amiga?

Bjos, ótimo fds!