“Planto flores no caminho para que não me faltem as

borboletas. Foram elas que me ensinaram que o casulo

não é o fim. É o começo."

Day Anne


11 de fev de 2011

Não tenho idade, tenho vida!

Nenhuma novidade nesta mensagem, mas a gente esquece...
Vamos relembrar?

*Transição automática dos slides.




A vida não é curta; são as pessoas que permanecem mortas tempo demasiado.

Autor desconhecido

6 comentários:

Santa Imaginação disse...

Lindo vídeo Denise...
E vamos viver.
Ótimo final de semana!!!
Bjs
Zu

Xipan Zéca disse...

Eu diria que é a EMBALAGEM que dura muito pouco... pois o conteúdo é eterno!!!

Deusssssssskiajude
Bejo do Tatto VIVO!!! rsrs

Denise disse...

Sim Zu...o amanhã está chegando, não dá pra parar no caminho!
Bjo

Denise disse...

Tatto, concordo contigo...o mais triste é quando o corpo não reage mais como anos atrás, mas a disposição mental é a mesma...o sentimento profundo, a emoção palpitante, a agilidade das sensações não mudam...aff! Já decidi, morro e não me entrego, mas que dureza!...kkkkkkk

Bjão, a-micão!

Maria Tereza Venzke disse...

Oi Amada,

Esse assunto estava em pauta a pouco por aqui...

sincronicidade? rs

bjs

Denise disse...

Tere, acho que nossa conexão não cai...rsrs

Sincronismo puro!
Bjo (saudade)