“Planto flores no caminho para que não me faltem as

borboletas. Foram elas que me ensinaram que o casulo

não é o fim. É o começo."

Day Anne


6 de nov de 2010

Pensando 25





Da "Série Pensamentos" no Tecendo Ideias


2 comentários:

Ivana disse...

Olá,

Amar verdadeiramente envolve liberdade, respeito e compreensão. Ao encontrarmos a felicidade e o amor em nós, vamos aprender a amar e ser feliz com o que somos; possibilitando dar amor, desejando a felicidade da pessoa amada na medida da sua.
Um dia a gente aprende que no amor ou na dor, o que conta de verdade é de que forma podemos usar as experiências vividas daqui para frente, para nosso crescimento pessoal.

Um feriado repleto de alegria. Um abraço!

Denise disse...

Que reflexão mais bonita, Ivana, além de profunda, tão verdadeira ao refletir aprendizado e visão sem egoísmo (de EGO) acerca do amor - e tudo que o envolve. Nascemos com a capacidade de amar, simplesmente - basta observarmos as crianças e a pureza de seu afeto...que parece se transformar na medida em que crescem e trazem junto juízos de valor que vão maculando esse sentimento tão maravilhosamente perfeito. O amor incondicional acaba parecendo utopia diante de tantos conceitos...
Uma reflexão leva à outra, melhor escrever um post, né?...rs
Adorei!
Meu feriado foi uma delícia, espero que o seu tb!
Bjos