“Planto flores no caminho para que não me faltem as

borboletas. Foram elas que me ensinaram que o casulo

não é o fim. É o começo."

Day Anne


1 de ago de 2010

Tecendo (minhas) ideias...



Fazer é o verbo da ação. É aprendizado.
Tudo que fazemos diz respeito aos comportamentos, que são aprendidos, modelados, copiados, punidos, extintos, e podem ainda mudar, substituídos pelos novos.
Ser é o verbo do coração. É sentimento.
O que somos está inscrito no espírito, arde na dor, vibra na alegria, acaricia na ternura, aquece no abraço apertado, soluça na tristeza, alimenta no amor.

Fazer é dar existência. Ser, é existir.

Fazer, desempenha um papel.
Ser, exprime a realidade.

Fazer é dar forma.
Ser, é se formar.

O que fazemos, pode machucar.
O que somos, dói na alma.

O que fazemos, deixa marcas.
O que deixamos de fazer, um vazio.
No outro, em nós.

O que somos, imprime marcas.
O que seremos, estamos aprendendo.
Com o outro, sós.

O que fazemos, pode mudar o destino.
O que somos, tem o poder de modificar o mundo.

Tudo que fazemos nem sempre é pelo que somos - nem somos, tão somente, o que fazemos.
E o que fazemos daquilo que vamos descobrindo que somos, depende do que queremos fazer diferente do que fizemos - e ainda, do que (e como) desejamos fazer, para construir o futuro que temos.

20 comentários:

Lua Nova disse...

Acho que somos sempre mais do que conseguimos fazer. Só nos superamos e, aí sim somos capazes de, ao fazer, ultrapassar o que somos, quando o amor inspira o nosso ser.
Minha linda, uma semana maravilhosa pra vc e beijinhos carinhosos.

Marilu disse...

Lindo texto...tenha uma excelente semana..Beijocas

ValériaC disse...

Denise querida belíssima reflexão...teceu suas idéias muito bem...adorei...me encanta ver o que vai no mundo interior da cada um...é uma verdadeira riqueza o seu...
Tenha uma linda semana e beijinhos...
Valéria

Renato Lampert disse...

Querida Denise
Adorei tua nova ideia. O Ser é o ente humano, a existência, a vida; o fazer é o construir, o edificar. Portanto eu sendo, sou o "eu" humano, vivo e pronto para construir, edificar, minha vida dentro dos princípios básicos da ética e moral. Mas o meu “eu”, não pode, nunca, prescindir da verdadeira razão do ser, que nada mais é do que o AMOR. Bjs. renato

Marilu disse...

Querida amiga, tudo o que fazemos ou somos, reflete em cada um que nos cerca, porisso, temos que fazer e ser seres melhores, para que esse mundo tão injusto e cruel, melhore. Tenha uma linda semana...Beijocas

j maria castanho disse...

ODISSEIA III


EUFALO...
( Eu falo do lado de lá do lá )
Partiu um dia
À procura de sua mãe.


E no calo
Da linguagem – EUCALO,
O calo da alegria –
Levava uma mulher de ninguém.


Percorreu montes e rios.
Fez viver flores onde
Se torrava a erva pelos frios
Havia a veste do pária e do conde.


Fez o riso e a dor
No seio pequeno novo
Correu como se fosse amor
De penetrar EULOUVO.


Eu louvo tudo quanto é belo!
( A mãe assim... Os seios livres e tomados...
A boca sugando... ) A língua?... O selo?...
A conquista de sermos conquistados.







E Eulouvo casou com Eufalo.
Fez um lindo par!
Inda hoje, Eucalo
Diz que a cerimónia foi amar.

Bloguinho da Zizi disse...

Ahhhh
Como é bom estar aqui.
Por as ideias em ordem.
Entender o que é Fazer e o que é Ser.
Denise, você faz e deixa marcas.
Você é e imprime em nós o seu carinho, o seu amor.
Você manifesta em ação o seu coração e isso sentimos nitidamente no cuidado com as tuas postagens com os teus comentários.
Tua luz nos ilumina.
Minha gratidão.
Beijo e uma semana de paz.

Tati Pastorello disse...

Denise, sabe aqueles textos que a gente lê com calma, cria imagens na mente, tenta aprofundar o pensamento, percebe a grande verdade que guardam e tenta absorver tudo que dá?
Amei seu texto, amei tudo que está contido nele.
Estou encantada! Você é um ser de muita luz, uma candeia sobre a mesa, ajudando a clarear os ambientes.
Um grande beijo de uma amiga, com intensa admiração!

Denise disse...

Pensando sobre o assunto, Lua Nova, eu concluí o mesmo que vc - somos muito mais, e nos tornamos "melhores" quando o que fazemos, nos ensina como ser ou como não ser! É só uma questão de optar aprender com o que a vida nos oferece de oportunidade...

Beijos pra vc tb. Desejo que tenha uma semana ótima!!

Denise disse...

Obrigada, Marilu, vc tb, amiga.
Bjos

Denise disse...

Olá, doce Valéria. Como vc, tb aprecio o conteúdo interno, e depois de resolver (re)fazer alguns aspectos da vida, percebi o óbvio...que as mudanças são naturais em nós, e que podemos direcioná-las...era hora de escolher direito, o que em levou a novas descobertas...é um processo que não tem fim, e que podemos aproveitar para sermos conquistando o que de melhor somos...

Obrigada pelo carinho e pela presença sempre doce aqui no nosso cantinho de trocar ideias...
Bjo grande pra vc!

Denise disse...

Olá, Renato!
Essa troca de ideias enriquece a gente!!
Tuas palavras trazem a sabedoria de quem vive, e aprende. O valor máximo da vida, o amor, é, indiscutivelmente, o esteio de nossa alma - é alimento do ser e orienta o fazer.
Obrigada por abrilhantar este cantinho das ideias - é um prazer ter vc aqui!
Boa semana, beijo com carinho!

Denise disse...

Penso como vc, Marilu.
A vida só tem sentido se a gente sai da estagnação e caminha pra evolução, não é assim?
Sejamos melhores - quem conhece o breu, deseja a luz - independente de qq avaliação externa, a determinação de mudança é sempre pessoal, e o resultado, universal.

Beijos, uma semana de Luz e renovações!

Denise disse...

Olá, Joaquim. Seja muito bem-vindo, teu poema enfeita meu cantinho, obrigada!!!!

Boa semana. Um abraço!

Denise disse...

Zizi, minha amiga querida, coração maravilhoso e extremamente generoso...obrigada pelas tuas observações tão carinhosas, eu jamais suspeitei que este blog fosse trazer-me a alegria da convivência entre pessoas tão especiais, como vc.
Sou grata a cada ser de Luz que encontro pelo caminho, com quem vou aprendendo, a quem vou me afeiçoando.

A vida ensina tudo que nos falta aprender, não é assim? o que a gente não tem ideia, é do que cada um passa/passou para fazer as mudanças que seu ser não gostou de provar...ou o coração não foi ouvido e dá nova chance pra escolher...todas as pessoas são caminhantes, errantes e aprendizes...aprendi a respeitar cada um, vivendo as transformações pessoais. Não é fácil sair da zona de conforto em que nos encastelamos...

Que vc tenha uma semana linda, e teus dias respirem serenidade, como vc!
Bjo carinhoso, Zizi!

Denise disse...

Tati, minha querida...deixa te contar de onde saiu essa reflexão.
Eu sou partidária de que não devemos parar de aprender nunca, e foi na manhã de sábado, numa aula magnífica de minha pós-graduação, que ouvi uma frase de mestre, mesmo!!
Ela disse assim: "fazer é algo que aprendemos; ser, dói na alma."

Claro que colou em mim, e vim pra casa pensando...o trajeto de volta foi realmente um voltar pra casa, pra essência, pra dentro.

Eu organizo as ideias quando escrevo. Sentei-me aqui e, mais do que pensar, me conectei comigo mesma. Não pus cor onde não tem, nem brilho na escuridão que vi. Mas avancei, segui rumo ao que me propus fazer: ser melhor, mudar o que pudesse aceitando o que sou. Não adianta ler sobre evolução espiritual, sobre mudança de comportamento, e não aplicar. Estudos norteiam a gente, mas é o coração que rege esse caminhar. Não posso ter vivido mais de meio século e não ter aprendido nada - embora esteja longe do que posso me transformar...

Esta reflexão foi bem pessoal, fruto de minha visão de mundo e aprendizado (pessoal e profissional) minha querida, mas se serviu pra ajudar vc nas tuas andanças internas, fico feliz demais. Não tenho e nunca tive pretensão de ensinar nada, de ser modelo ou aconselhar alguém, uso a liberdade do espaço que abri como vejo todos fazendo. Agora, contribuir positivamente, é uma alegria extra, que me faz bem sim - os (per)seguidores, como diz minha amiga Rê, são sempre bem-vindos pq é na relação que a gente mais aprende.
Portanto, minha linda, OBRIGADA pela tua presença querida!!!
Beijo grande...

Regina Rozenbaum disse...

Dê, moça linda de viverrr, amada!
Posso, depois dessa postagem, rebatizar espaço seu? TE/SENDO IDEIAS... Careço dizer mais nada nauuuummmm...
Beijuuss ILUMINADOS nesse SER e desejando uma semana recheada de AMOR!

www.toforatodentro.blogspot.com

Julio Cesar disse...

Olá Denise...voltando das férias (que nem descobri o que é isso!), passando para matar a saudade do suco...do aroma caracteristico da taverna...da decoração...
então...
Sérgio Cortela em sua definição (ou melhor, explanação)do fundamental e essencial coloca também que:
fundamental é 'fazer'
essencial é 'ser'.
Assim, para ser é preciso fazer. Assim, há coisas que nos são fundamentais para conseguirmos o essencial, tal como a felicidade por exemplo, que tem sua qualidade em si mesma e em que para nela chegar-se, coisas fundamentais são necessárias.
ah..filosofia...e por isso, hoje, a 'vida' que me espere, 'aquela', porquê vou viver a 'minha' como se hoje fosse o ultimo dia...ou para ficar mais poético:
como se não houvesse amanhã ["...é preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã, porquê se você for parar para pensar na verdade não há"Renato Russo]
boa semana pra ti
bj
Julio
PS:Vou lá pegar um de Manga.

Denise disse...

Rê, vc póóóóódiii...rs
Como expliquei pra Tati, foi um mergulho depois de uma aula fantástica (um módulo de comunicação, Milton Erickson, seguido dos metamodelos)...como não "se incomodar" com: "Descubra o que você sabe e não sabe que sabe. Pois só quando você souber o que sabe e não sabe que sabe é que será capaz de ser você mesmo"

É isso amiga, no raso a gente só conhece o supérfluo da vida...
Tua energia amorosa tá transbordando por aqui, Rê...obrigada, obrigada, obrigada!

Beijo cheio de carinho!

Denise disse...

Julio, que bom ver vc de volta à taverna - sirva-se a gosto, mate saudade e não demore pra voltar!!

Cortela definiu muito bem a essência do fundamento da teoria - que, na prática, reforça a ideia!
Filosofia pura, ou não, a ideia é viver a essência, pq é fundamental SER feliz!

Bjos, meu querido!!! Feliz regresso às aulas!