“Planto flores no caminho para que não me faltem as

borboletas. Foram elas que me ensinaram que o casulo

não é o fim. É o começo."

Day Anne


11 de abr de 2010

O paraíso está ao lado


Estive a passear pelos cantinhos amigos, e cheguei no Entrelinhas, que sugere por palavras e imagens, a quebra da rotina retirando-se para um hotel fazenda - colírio para os olhos, ar puro e beleza repousante por todo lugar.
Lá foi descrito o que muitos chamam de "paraíso", e o contato com a natureza - em todo seu esplendor - revitaliza qualquer um, porque desacelera todo estresse.
Estar a dois, com amigos ou em família, diante do espetáculo da natureza, poder sentir o pelo de um animal, ouvir o som da noite, provar delícias ao pé e sombra das árvores, observar o abrir de uma flor, encantar-se com o voo de um pássaro, o sossego dos bichos e a tranqüilidade dos moradores. É um convite para visitar o paraíso das cores, o vale dos silêncios - o oposto das cidades congestionadas de estresse.
Muitas vezes, quem tem a sorte dessa proximidade, sequer busca pelo céu estrelado, os bolos do café da tarde parecem todos iguais, e, se chove, pronto: esse lugar deprime! Porém, quem debruçar-se numa janela e olhar a bola laranja que vai rasgando o horizonte, tingindo o céu que derrama a noite, pode sentir o peito dilatar com o suspiro profundo, enquanto os olhos húmidos se entregam para esse cenário de inexplicável beleza e magia. Faz-se então, nesse momento, a expulsão das tensões, inaugurando deliciosas sensações...
Obrigada, Regina, por me proporcionar a possibilidade de parar e (re)ver essa questão.
Adorei a viagem!

2 comentários:

manuel marques disse...

A gratidão é o próprio paraíso ,excelente texto.

Beijo.

Denise disse...

Obrigada Manuel, pelo estímulo.

Beijo