“Planto flores no caminho para que não me faltem as

borboletas. Foram elas que me ensinaram que o casulo

não é o fim. É o começo."

Day Anne


5 de jan de 2010

Manuel Bandeira



"E a vida vai tecendo laços
Quase impossíveis de romper:
Tudo o que amamos são pedaços
Vivos do nosso próprio ser."


Trouxe o poeta porque ele menciona a teia da vida, que tece laços afins, intimamente ligados às partes que nos compõem. São esses "pedaços" de que somos feitos que tecem nossas relações, elegem nossos afetos e produzem a obra que é nossa existência.
Tecer idéias é buscar a compreensão de toda essa natureza humana, tão perfeitamente composta, harmonizando as emoções indeléveis, procurando o fio que começou a costura invisível de nossas vidas.
Alguns laços se eternizam nesse enredo escrito pelas nossa escolhas, cujas marcas bordam na alma os significados que dão sentido a esta estadia breve neste espaço chamado vida!

Nenhum comentário: