“Planto flores no caminho para que não me faltem as

borboletas. Foram elas que me ensinaram que o casulo

não é o fim. É o começo."

Day Anne


7 de jan de 2010

José Saramago


"As palavras proferidas pelo coração
não têm língua que as articule.
Retém-nas um nó na garganta e
só nos olhos é que se pode ler."

6 comentários:

D i c a disse...

Caim, dele, é muito bom.

Adelia Ester Maame Zimeo disse...

Denise, os olhos trazem sempre à tona nossa essência. O sentimento maior: O Amor, neles vem expressos de maneira bem nítida. Lindo pensamento! Beijos.

manuel marques disse...

Saramago, igual a Saramago.

Beijo.

Dra. Denise disse...

Oi, Denise, passei aqui para agradecer seu comentário lá no Blog. Obrigada pela sua sensibilidade e respeito. Sua postagem de hoje resume meu sentimento.
Vamos continuar Tecendo Idéias...esse espaço é um descanso pra alma.
Beijos.

Denise disse...

Saramago, temperamento polêmico, abriu caminho pela retórica provocativa, mas instigante.
"Caim", pelo que sei, não foge á regra.
Grata, Dica, pela sugestão...rs

Abraço

Denise disse...

Obrigada, amigos, pela passagem de vocês neste cantinho nosso.

Adelia, querida, "janelas da alma", não é assim?? imprescindível para mostrar-se. Mas precisa ter sensibilidade para ver...saber que assim é, não adianta!

Saramago é mesmo único, Manuel. De acordo!

Que delicadeza da minha xará! Adorei teu blog, e estou feliz com tua presença. Sinta-se acolhida, repouse à gosto, sempre!!!

Beijos para todos