“Planto flores no caminho para que não me faltem as

borboletas. Foram elas que me ensinaram que o casulo

não é o fim. É o começo."

Day Anne


14 de dez de 2009

Gentileza gera gentileza


Aderi à campanha "Gentileza gera gentileza"
Se você gostar da idéia também, divulgue!

Gentileza gera gentileza - Já dizia o profeta Gentileza

Olhar nos olhos das pessoas, chamá-los pelo nome, dar um elogio sincero, sorrir, ceder a vaga, estender a mão e ouvir o que os outros tem a dizer, são exemplos de momentos únicos e que muitas vezes tê-se tornado raros no nosso cotidiano. Gestos simples como estes evitam e ajudam a diminuir nas pessoas comportamentos autocentrados, mal humor, solidão, depressão e até violência.
Segundo nosso querido Leonardo Boff, o espírito de gentileza nunca ganhou centralidade nas nossas ações e por isso somos tão vazios e violentos, ele alerta: ou seremos gentis e cuidantes ou nos autodevoraremos. Gentileza demonstra educação, apreço, delicadeza, cordialidade, afabilidade, acolhimento, perdão e paciência. Agir com gentileza energiza as pessoas e possibilita que elas enxerguem para além de seus limites.
"
Através da gentileza podemos construir outro mundo. Em lugar de "muito obrigada" podemos dizer "agradecida(o)" porque ninguém é obrigado a nada, devemos ser gentis uns com os outros e nos relacionar por amor e não por favor." (Jornal Bem Estar)

http://jornalbemestar.com.br/campanha.php

Um comentário:

Adelia Ester Maame Zimeo disse...

Leonardo Boff e sua sapiência... Admiro-o e reflito sobre seus textos! A gentileza impregna o ser com uma dose generosa de carinho e atenção, que fluem na direção do outro. Este é um sentir ampliado que pode "tocar" a alma dos demais. Beijos.