“Planto flores no caminho para que não me faltem as

borboletas. Foram elas que me ensinaram que o casulo

não é o fim. É o começo."

Day Anne


26 de dez de 2009

Entre escolhas




Entre os erros descobri acertos,
entre o desânimo encontrei forças,
entre destruição vi paredes aproveitáveis,
entre ruas perdidas, encontrei saídas,
entre a miséria eu vi esperança,
e no meio do caos, uma direção.
Quando o céu escureceu e a noite caiu,
a solidão me fez companhia,
e no meio do silêncio da noite perdida,
eu conversei com o vazio, e chorei,
e entre as lágrimas eu vi um riso,
e entre rir ou chorar,
preferi a gargalhada seca de quem espera,
e agora faço o meu caminho sem medo.

Entre o meu sonho e a realização;
um fio, uma tênue linha que nos separa,
um esforço a mais que eu tenho que realizar,
e entre o ficar e o ir, eu vou,
entre o amar ou o ficar, eu amo,
entre o mar e rio, eu navego,
entre o doce e o amargo, eu me lambuzo,
e se tenho tanta confiança,
é porque no fundo no fundo,
vive em mim uma criança,
que neste momento sorri,
e diz sim para vida,
porque sabe perdoar e recomeçar,
sempre...

Liberte a criança que mora em você,
antes que ela envelheça e se esqueça,
de que amar vale a pena,
SEMPRE!

PAULO ROBERTO GAEFKE

* Compartilhada pela Tere

Nenhum comentário: