“Planto flores no caminho para que não me faltem as

borboletas. Foram elas que me ensinaram que o casulo

não é o fim. É o começo."

Day Anne


30 de mai de 2009


Há momentos na vida em que tudo parece convergir para um mesmo lugar, e no instante seguinte tudo muda, e o vácuo dessa momentânea mudança de rumo é aquela parcela da vida que paralisa a gente, também por breves instantes. Hiato suficiente para ganhar novas forças e seguir.

Recuperar o fôlego.

Salvar a pele.

Digerir e...partir. Porque continua a caminhada, começando pelo passeio que fazemos em nossos arredores...ele nos garante o reconhecimento puro de nossos artífices de defesa, e reconhecê-los é ato de coragem. Mas essa, é uma outra conversa...

Nenhum comentário: