“Planto flores no caminho para que não me faltem as

borboletas. Foram elas que me ensinaram que o casulo

não é o fim. É o começo."

Day Anne


9 de nov de 2008

A . D . E . U . S



Uma deu a mão à outra e, saltitantes, as cinco foram brincar.

Nas muitas voltas que a vida dá, tem dores que freqüentam as salas escuras da alma. Acontece quando o sonho desfaz as malas e abre a porta dos fundos para a tristeza entrar. Uma vez dentro, ela olha para o quintal verdejante da esperança e vê a ciranda rodopiando de mãos dadas.

Tremulo e nervoso, ele, incrédulo, tarda na própria existência a acreditar...

♥ Denise

Nenhum comentário: