“Planto flores no caminho para que não me faltem as

borboletas. Foram elas que me ensinaram que o casulo

não é o fim. É o começo."

Day Anne


22 de fev de 2013

An_danças...




As coisas da vida me têm dito que a vida vale a pena ser vivida, e que todos os obstáculos que parecem impedir nossos passos podem ser degraus e pontes no chão necessário da caminhada.
Os momentos que chamo preciosos, nada mais são do que fontes de alegria e prazer encontrados na jornada, então, que despertemos do sono profundo da insatisfação e saibamos receber estas bençãos, vislumbrando as riquezas que as travessias dessa viagem produzem em nós - e as compartilhemos com gratidão, amor e em paz, porque não somos ilhas, não seguimos sós!!!


8 de fev de 2013

Há vinte dias, minha vida mudou!



Imagem feita às 5h da manhã, sob forte emoção!

Aos 21 dias de janeiro, nasceu Nicolas, o pequeno raio de sol, meu segundo neto, o anjo que minha filha trouxe a este mundo - ambos passam bem, e têm sido minha principal e deliciosa ocupação nestes últimos tempos.

Estou revivendo a maravilhosa experiência de ser avó, curtindo cada expressão do rostinho adorado, consolando o choro, trocando fraldas, dando banhos, cuidando de seu bem estar e de sua mamãe...minha filha, hoje mãe! Uma realidade que observo cheia de orgulho pelo seu desempenho, coragem, fibra, atitudes. Ela é teimosa, e acho que teimou que nesta vida, seria muito feliz!...rs

Por tantos dias convivendo todas as horas, tive a oportunidade de observar o jovem casal ganhando confiança, ampliando a cumplicidade, dividindo tarefas, amando aquele serzinho como nunca amaram antes...nesses momentos, numa prece silenciosa agradeço a Deus por esta vida que enche as nossas de alegria, e peço proteção para esta família que se forma, que construam com amor a sua história, e que sejam para seu filho, fontes de inspiração e exemplos pra seguir.

Acreditem vocês ou não, no primeiro dia em que me afastei do meu neto por uma tarde inteira senti uma saudade imensa, que só passou quando cheguei a tempo de encostar seu rostinho no meu para consolar seu choro - que cessou ouvindo a voz que já conhece, e desconfio, sentiu saudade também. Mas, o teste maior foi passar uma noite longe, retomando a rotina da vida, permitindo e incentivando que seus pais desempenhem suas funções...várias vezes tive o sonho interrompido por choros que ouvia no sono que ficou leve, e, ao acordar, não tive a carinha linda pra "covórujar" nem o cheirinho de bebê pelo ar. 

Gente, está sendo difícil me ausentar, estou apaixonada por ele!!!...rsrs

Agradeço o carinho dos amigos que, de todas as formas, participaram e participam deste momento de minha vida, aos poucos vou voltando, cheia de saudade, e feliz demais por estar vivendo este período de amor profundo!