“Planto flores no caminho para que não me faltem as

borboletas. Foram elas que me ensinaram que o casulo

não é o fim. É o começo."

Day Anne


30 de jul de 2012

Meu neto está a caminho...




E ele está vindo, reforçar o time masculino que comanda meu coração!

Sê bem-vindo amor da Vovó, tua presença já ilumina minha vida, meu coração está cheio de amor e te acolhe com imensa alegria desde o instante em que tua chegada foi anunciada - eu estava lá e senti o coração dar cambalhotas de pura emoção!!
Logo vou segurar tua mãozinha, olhar pra teu rostinho e te contar ao vivo e à cores o tamanho deste amor.
Você vai sentir o calor de minha presença e poder contar comigo para tudo o que precisar em todo meu tempo de vida, e isto é uma promessa!

Um beijo meu pequeno, com o amor imenso da Vovó!

28 de jul de 2012





As folhas caem para que a árvore se renove, não para que seus galhos fiquem expostos e sofram com o frio...o mesmo acontece na condição humana, deveríamos olhar para as folhas com gratidão, não lamentar que foram ao chão...

27 de jul de 2012




Muitas coisas daquilo que lemos causam impacto em nós, e nem sempre sentimentos bons predominam e nem só de alegria se vive, não é mesmo?

A citação que elejo, no momento, como uma das mais fortes que já li, é esta da Simone de Beauvoir:


‎"É horrível assistir à agonia de uma esperança."


24 de jul de 2012

A distância é uma ilusão!



Tão logo foi confirmado um compromisso profissional que instigou esta mãe a acompanhar a filha, me apressei em assediar o mago-poeta na intenção clara de conseguir um adepto para, quem sabe, compormos um petit comité rumo à terra encantada da moça rosada!
E não é que deu eco esse sonho e lá fomos nós, uma pequena legião de queridos cariocas, mais eu?
O encontro estava traçado, e ela, quando do fato soube, mal acreditava e já em tudo pensava pra assegurar que a imensidão daquele mar fosse palco primoroso para essa nossa atrevida proeza.
A terra que nos acolhia tinha ali presentes alguns filhos seus a recepcionar nossa chegada, fazendo coro à nossa alegria - familiares e amigos juntaram-se a Milene na tarefa de garantir que as lembranças sejam recheadas de saudade, com lições fartas do que chamamos felicidade!
Acho que Milene calculou tudo muito bem, mas, ela e todos nós, pensávamos que sabíamos o que nos aguardava - as delícias extras foram cada momento insuspeito, as expressões de falas, de caras e de olhares. Ah, as músicas, as composições, as descobertas de nossas imperfeições! A sintonia ímpar entre as notas Mi e Si, a comporem uma melodia linda de uma amizade sem fim. A garoa fria e invasora, os cafés das manhãs que traziam o novo dia juntos, os almoços barulhentos regados a intermináveis conversas, risos e sabores divinos! Passeio sob o sol causticante - achou que eu ia te poupar, Dôra?...rs - rendeu imagens lindas e aconchego. As câmeras em punho tratavam de guardar detalhes que ajudarão a saudade quando se manifestar.
De tudo, nada impediu que ficássemos enrodilhados, num gostoso estreitamento de corpos e almas, garantindo que o carinho fosse o tempero desse imenso afeto que engravidou da amizade!
As cores que enfeitaram nosso cenário mais pareciam frutos de uma aquarela que engoliu o arco-íris, a paleta perfeita desse encontro que retratou o afeto entre diferentes seres, que se assemelham no sentir. O esmeralda das águas há de verdejar de esperança nossos corações que desejam, desde já, um re-encontro, somando então novos amigos à este consagrado cordão da amizade.

"Pronto" (com sotaque!)...só posso repetir o que já disse: obrigada família generosa e amigos da Mi, agora nossos também! Grata Dôra, pela parceria nessa aventura relâmpago, obrigada meu Mago-Compositor-Poeta por todo o carinho derramado, obrigada Si pelo riso escancarado e a generosa acolhida, obrigada Mi, doçura em forma de GENTE...o pouco que vivemos foi um mundo de emoções!!!!

17 de jul de 2012

Inspiração?





Inspiração...é a vontade mais íntima da alma, que as palavras não conseguem traduzir completamente.
É o suspiro do desejo, a aflição que o querer sente por não saber se expressar.

Inspiração...é o anseio soprado pelas profundezas do nosso ser. É o sussurro do silêncio que nos habita.

Inspiração...é quando a semente de um sentimento brota dentro da gente e floresce até querer nascer!

16 de jul de 2012

Eu digo sim!!



Macchu Picchu
Foto by Juliana Karam


Viktor Frankl foi um genial pensador austríaco acerca do sentido da existência - e o que cada um de nós faz para dar sentido à vida - um médico que se ocupava do indivíduo sabendo-o espiritual, além do corpo que tratava.

Ele disse que "o homem deve estar consciente de que sua missão é viver uma vida plena de sentido, e dar respostas transcendentes a cada situação. Pode ser despojado de tudo, menos da liberdade de decidir que atitude tomar diante das circunstâncias. E pode dizer sim à vida, independente de tudo."

Tenho visto alguns "nãos", presenciado alguns "talvez", vivido alguns "quem sabe"...


Já olhei pela janela.
É hora de apagar as luzes, bater a porta. E dizer "sim"!

15 de jul de 2012





Prefiro ser mais alegre do que triste...
dar atenção àquilo que sonho
e aprender com o que existe!

Ando devagar porque já tive pressa...
agora anseio de cada manhã
a presença da nova promessa!

A vida pede esses intervalos de felicidade!

8 de jul de 2012




"As alegrias costumam ser preparadas no silêncio das duras esperas."

Pde Fabio de Melo

6 de jul de 2012

Pensando 35





Da "Série Pensamentos" no Tecendo Ideias


5 de jul de 2012

Tudo é tão simbólico...já percebeu?





Você já viu uma marreta descer sobre uma parede e, após cada golpe desferido, abrir buracos no que um dia foi tão sólido?
Eu vi...os pedaços atirados longe levantaram poeira, e o barulho se misturou quando batia e quando caía...onde havia parede, agora há aberturas para portas grandes, e onde estava aberto, fechado agora ficou! Tão simbólico tudo isso...
Antigos azulejos foram trocados por modernas cerâmicas, a casa já mudou antes mesmo de ficar pronta! A escolha das cores e formas vem acompanhada da segurança de quem decidiu mudar e sabe o que quer, e não há sugestão externa que influencie no gosto que o olhar atento procura atender nessa busca. As opções são tantas, mas não interferem no seletivo observar das infindáveis fileiras de pedras e cores variadas. O encontro do desejo com a oferta rapidinho se casa e resolve essa parada. A semelhança na vida não é mera coincidência!!
Cada mudança efetuada fica concreta nos detalhes mínimos que foram pensados, e em tudo que está sendo substituído - mais o re-arranjo dos cômodos antigos - dando características novas ao que sempre existiu. Nada mais é como antes, nem jamais será. Como ocorre em toda mudança, olhar para as portas abertas é saber que representam uma passagem, e como se fosse um aceno, um último olhar varre os aposentos, como quem se despede e se volta para a saída. Ou seria entrada?
Igual as mudanças que vejo na minha casa, as minhas acontecem de dentro pra fora, e estas que tenho vivido na construção, bem representam a mais íntima - e mais importantes de todas, a que acontece dentro de mim!

Há quem veja portas como obstáculos, outros, as vêm como passagem.
Há quem construa seu castelo e more dentro, há quem habite o vazio dos sonhos que deixou pelo caminho.

2 de jul de 2012

A noite está linda, a lua está cheia...





Pra ver, depende de onde a gente olha - e de como olha.
Trânsito pesado, abre e fecha sinal e o carro avança alguns metros...a música distrai, mas faz parte desse ritual automático que é tocar no botão de ligar, enquanto eu desligo um pouco desse mundo louco que parece querer me engolir...
Cansada, inclino a cabeça, entregue pra melodia que enche o carro de uma saudade distante, é quando o entreabrir dos olhos sonhadores a vê, definida, redonda, gulosa no céu que foi azul num dia gostoso de inverno ensolarado: a majestosa lua, atrativa e sedutora...
O percurso não é longo, e a persigo a cada parada, espreitando seus desenhos em contraste com a música ligeira...acelero o CD e ela toma conta do espaço, explodindo feito a lua cheia lá no céu - casamento perfeito, pensei, enquanto um olho pra frente, outro nela, seguia o caminho, a canção...
Isso não sei, mas pensativa que ando, perguntei-me...por que a gente olha tanto pro céu só pra rogar, e tão pouco pra apreciar? E a que ponto essa vida chegou, que nos emudece e cega para estes pedaços de mundo perfeitos, que procuramos a esmo, a torto e a direito? Para onde caminha esta humanidade, Jesus??
Eu gosto da lua namorar, e me prometi chegar e abrir a janela da sacada, sem valorizar o frio do entardecer, para com ela esta conversa continuar.
A conversa íntima e silenciosa, que prosseguiu na soleira da janela do quarto de casal, recebeu a noite, esta que proclama um semestre novo, uma virada, um passo menos apertado, uma vida mais serena - uma felicidade merecida.
Além de bem enfeitiçar, a lua é ótima conselheira!




1 de jul de 2012




Em meus sentidos moram muitos dias como o de hoje, que têm cheiro, sons, tocam fundo o coração, falam de uma imensa saudade e têm o gosto bom da eternidade...